Juros CompostosWillian comenta: “Novamente estou eu aqui pra te importunar com minhas dúvidas. O problema é que seu conteúdo é tão bom e a presteza das suas respostas acabam me obrigando a perguntar. Estou analisando os pontos necessários para começar a operar na bolsa de valores. Me surgiu uma dúvida de economês. O que vem a ser “Day trade”? Um abraço e sucesso”.

Olá Willian, obrigado pela nova visita. O economês ligado às operações na Bovespa é muito importante e entendê-lo faz toda a diferença. O daytrade, em uma explicação simplista, é a negociação de ativos (compra e venda) que acontece no mesmo dia. Imagine que você compra um lote de ações da Petrobras pela manhã e decide vendê-lo depois do almoço. Da mesma forma, imagine que você já possui um lote de ações da Petrobras, comprado na semana passada, e decide vendê-lo assim que o pregão começa. Ainda neste mesmo dia, você recompra os papéis ao final da tarde. Essas são operações de daytrading.

Daytrading não é para qualquer um!
Ganhar dinheiro com operações de compra e venda no mesmo dia não é fácil. Não é difícil, alguns também podem dizer. Comece com pouco dinheiro, experimente suas estratégias e realize o lucro assim que alcançar seu objetivo. Comprou, a estratégia deu certo, o preço subiu? Venda. Claro, tenha também uma estratégia de saída em caso de problemas. Pule fora caso o limite seja atingido (corretoras oferecem ordens com stop automático).

Algumas dicas pra quem quer começar:

Informação nem sempre é tudo. Você precisa estar informado sobre o mercado e as empresas que pretende negociar, é verdade. Vá além. Você precisa entender qual o impacto de uma notícia sobre o papel escolhido e como é sua reação diante de uma informação anunciada.

Especular faz parte. Uma notícia pode levar os preços a diferentes níveis. No entanto, se alguma informação relevante não reflete no preço, você pode ter chegado um pouco tarde.

Use as ferramentas oferecidas pela corretora. Stop automático, ordens de stop agendadas, preço alvo, preço limite são alguns exemplos. Entenda o que isso significa e vai descobrir que essas utilidades não são apenas “coisas legais” oferecedias como diferenciais. São fundamentais.

Realize o lucro. Ganhou o dinheiro que queria com o daytrade? Saia fora. Já. Se bobear, o mercado “toma de volta” seu lucro. O topo existe, mas é desconhecido e arriscado demais. Prefira ganhar menos, mas ganhar sempre.

Vá com o mercado. Para ganhar dinheiro com daytrade, uma coisa muito simples precisa acontecer: o preço do ativo que você comprou tem que subir, ou você não ganha nada. Fique esperto com o movimento do mercado e tenha certeza de que você está com ele e não contra ele.

Começou mal? Saia. Abriu um trade e ele deu errado? Considere ficar fora do mercado durante este dia. Nem todos concordam com essa minha opinião, mas ela funciona. Pense que talvez o problema não seja o mercado. Você pode estar num dia ruim ou remando contra a maré. Pare, pense, analise, esfrie a cabeça. Amanhã é outro (bom) dia.

Cuidado com os centavos. Todos os especialistas são unânimes nesse ponto: brigar pelos centavos pode custar-lhe todo o esforço e lucro já garantido. Ganhou dinheiro, ótimo!

Faça a lição de casa. Quais as características das ações que está querendo operar no daytrade? Você sabe seus suportes, resistências, máximos, mínimos, evolução, acontecimentos recentes, relação com o mercado e concorrentes? Pois é, você precisa saber com o que está lidando.

Novos artigos sobre daytrading virão. Aspectos operacionais, como cálculo do imposto de renda, serão detalhados e explicados. O artigo básico está no ar, um passo de cada vez. Enquanto isso, conheça bons artigos neste sentido:

Crédito da foto para Marcio Eugenio.

Conrado Navarro
Aviso: Os textos assinados e publicados no Dinheirama.com não representam necessariamente a opinião editorial do Blog. Asseguramos a qualquer pessoa, empresa ou associação que se sentir atacada o direito de utilizar o mesmo espaço para sua defesa. Também ressaltamos que toda e qualquer informação ou análise contida neste blog não se constitui em solicitação ou oferta de seu autores para compra ou venda de quaisquer títulos ou ativos financeiros, para realização de operações nos mercados de valores mobiliários, ou para a aplicação em quaisquer outros instrumentos e produtos financeiros. Através das informações, dos materiais técnicos e demais conteúdos existentes neste blog, os autores não estão prestando recomendações quanto à sua rentabilidade, liquidez, adequação ou risco. As informações, os materiais técnicos e demais conteúdos existentes neste blog têm propósito exclusivamente informativo, não consistindo em recomendações financeiras, legais, fiscais, contábeis ou de qualquer outra natureza.

Comentários