O dinheiro no BrasilNum país como o Brasil, onde o governo gasta mais do que ganha e tem um programa chamado Bolsa-Família, mas nenhuma política de educação financeira básica para os mais carentes, a palavra DINHEIRO tem muitos e contrastantes significados. Para uns poucos (menos de 1% da população), DINHEIRO é utilizado principalmente para gerar mais dinheiro, investir, fazer bons negócios e enriquecer. Para a classe média é, primordialmente, um meio de pagar as contas, o aluguel ou as prestações da casa própria, resolver problemas inesperados, construir e administrar dívidas e até se divertir – só um pouco.

Mas, para a grande maioria da população brasileira, DINHEIRO é apenas um meio de sobrevivência que sempre teima em faltar antes do mês chegar ao fim. Trocam sua vida, seu trabalho e, muitas vezes, sua dignidade para tê-lo em proporções mínimas que garantem sua sobrevida e aprisionamento. A primeira verdade crucial que se desprende do acima exposto é: aqueles que sabem usar bem o dinheiro[bb] sempre ganham mais dinheiro em cima de quem não sabe usá-lo.

Verdade que contribui para a manutenção de um ciclo vicioso: a desinformação financeira da maioria da população brasileira alimenta uma indústria de bens e serviços que faz muito dinheiro explorando e perpetuando esta ignorância. Mas nenhuma nação pode de fato ser rica se sua população for analfabeta financeiramente. Esse é o grande desafio brasileiro: educação financeira simples, mas de qualidade, para pessoas que não compram livros, que não acessam sites e que vivem,  muitas vezes, longe dos grandes centros urbanos.

Num Brasil alfabetizado financeiramente, o consumo de bens e serviços se ampliaria tremendamente e haveria um aumento substancial em todos os indicadores de desenvolvimento social. Porque educação financeira é tão ou mais importante que aprender a ler e a escrever e deveria, de fato, ser matéria obrigatória em todas as escolas do Brasil. Concordam?

——
Helio Lemos é jornalista e autor do projeto “Como construir Riqueza” – www.comoconstruirriqueza.com.br

Avatar
Aviso: Os textos assinados e publicados no Dinheirama.com não representam necessariamente a opinião editorial do Blog. Asseguramos a qualquer pessoa, empresa ou associação que se sentir atacada o direito de utilizar o mesmo espaço para sua defesa. Também ressaltamos que toda e qualquer informação ou análise contida neste blog não se constitui em solicitação ou oferta de seu autores para compra ou venda de quaisquer títulos ou ativos financeiros, para realização de operações nos mercados de valores mobiliários, ou para a aplicação em quaisquer outros instrumentos e produtos financeiros. Através das informações, dos materiais técnicos e demais conteúdos existentes neste blog, os autores não estão prestando recomendações quanto à sua rentabilidade, liquidez, adequação ou risco. As informações, os materiais técnicos e demais conteúdos existentes neste blog têm propósito exclusivamente informativo, não consistindo em recomendações financeiras, legais, fiscais, contábeis ou de qualquer outra natureza.

Comentários