Home Carreira O perfil mais desejado do mercado!

O perfil mais desejado do mercado!

por Bruno Biscaia
0 comentário

O perfil mais desejado do mercado!Buscando maior interatividade com você, leitor do Dinheirama, proponho falarmos um pouco sobre a situação de sua empresa e do seu emprego diante da crise atual. Já sei que você não agüenta mais ouvir falar em crise, mas o objetivo aqui é falar das oportunidades de crescimento profissional[bb] que ela proporciona para alguns cargos. Que tal, achou interessante? Então leia o artigo e deixe sua opinião sobre o tema no espaço de comentários. Combinado? Desejo a você uma ótima leitura.

O objetivo do texto de hoje é mostrar como o setor de recursos humanos, ou de desenvolvimento humano e organizacional, da maioria das corporações está se comportando diante da crise. Para isso, acredito ser mais interessante desenvolvermos a idéia fazendo um bate-papo sobre o comportamento dos headhunters de uns tempos pra cá e sua opinião sobre tudo isso.

Período 2007/2008
A estratégia era olhar para fora da empresa, ou seja, buscar novos talentos, além de aumentar a remuneração dos colaboradores. Isso por causa, principalmente, da escassez de profissionais qualificados e competitivos no mercado. Nada muito extraordinário, não é?! Diria até que muito comum.

Período 2008/2009
Hoje, a preocupação é reter os talentos existentes nas corporações. Isso significa olhar para dentro delas e agir de forma a melhorar processos[bb] e evitar desperdícios diante dessa crise, buscando principalmente a expansão e o crescimento da empresa. Ou seja, as corporações estão em busca dos famosos “intra-empreendedores”, aqueles que têm o sentimento de “dono do negócio”.

Aliás, esqueci de mencionar que, para manter os seus talentos, as corporações continuam fazendo uso de uma política de altas remunerações e programas de benefícios e recompensas. Mas, é claro, os desafios impostos são ainda mais difíceis. Um texto bastante interessante sobre o tema intra-empreendedorismo é o de Werner Kugelmeier, diretor-proprietário da WK Prisma, intitulado “O perfil do Profissional Mais Cobiçado”.

Para você que está preocupado com o setor em que trabalha (ou no qual almeja trabalhar), ficam aqui minhas conclusões diante das notícias e comentários de empresários e profissionais: em relação à contratação, os setores mais afetados por essa crise são os de bens de capital, mercado financeiro, de automóveis, de construção civil e de imóveis.

Por outro lado, a crise abre oportunidades em áreas que possuem mais tranqüilidade, como os setores de bens de consumo, varejo, serviços, Tecnologia da Informação (TI), energia e infra-estrutura.

Embora a situação para algumas pessoas esteja difícil dentro desse contexto de crise, o mais importante agora é desenvolver seu trabalho[bb], com entusiasmo e com dedicação, sempre visando o crescimento da corporação que você defende. Como alguns leitores já disseram em seus comentários, o importante agora é trabalhar muito e trabalhar bem, para que seu esforço seja valorizado.

Aproveito para agradecer sua leitura e deixar uma citação que demonstra meu pensamento a respeito do comportamento ideal para qualquer indivíduo ou empresa diante de crises como a que vivemos atualmente:

“Na África, toda manhã uma gazela acorda sabendo que terá que correr mais rápido do que o leão mais veloz para não morrer. Toda manhã, na África, um leão acorda sabendo que terá que correr mais rápido do que a gazela mais lenta, ou morrerá de fome. Assim, não faz diferença se você é leão ou gazela. Quando o sol nascer, é melhor começar a correr!”

Quanto você corre? Que objetivos tem ao correr? Onde quer chegar? As respostas definem quem você é, mas a corrida continua essencial para que seu perfil se destaque diante dos demais. Faça mais, faça melhor e lembre-se: com ou sem crise, o sucesso será conseqüência. Até a próxima.

——
Bruno Biscaia
é estudante de Engenharia de Produção, interessado em finanças, em gestão de pessoas e em inovação. Atua diretamente com marketing na empresa júnior da Universidade Federal de Itajubá (UNIFEI) e edita a seção de Empreendedorismo do Dinheirama.

Crédito da foto para stock.xchng.

O Dinheirama é o melhor portal de conteúdo para você que precisa aprender finanças, mas nunca teve facilidade com os números.

© 2024 Dinheirama. Todos os direitos reservados.

O Dinheirama preza a qualidade da informação e atesta a apuração de todo o conteúdo produzido por sua equipe, ressaltando, no entanto, que não faz qualquer tipo de recomendação de investimento, não se responsabilizando por perdas, danos (diretos, indiretos e incidentais), custos e lucros cessantes.

O portal www.dinheirama.com é de propriedade do Grupo Primo.