Home Finanças Pessoais Quais são os riscos ao atender uma chamada de SPAM?

Quais são os riscos ao atender uma chamada de SPAM?

Em meio a ligações recebidas ao longo dos dias, é provável que você já deve tenha se deparado com uma chamada identificada como “possível SPAM

por Blog do Serasa
0 comentário

Em meio a ligações recebidas ao longo dos dias, é provável que você já deve tenha se deparado com uma chamada identificada como “possível SPAM”. Esse é um aviso que alguns aparelhos dão quando identificam uma ligação que deve ser recusada. Mas o que acontece se atender uma chamada SPAM?

Entenda quais os riscos associados ao atendimento de chamadas de SPAM e confira dicas sobre como se proteger de possíveis fraudes.

O que são chamadas SPAM e por que são perigosas

O termo “SPAM” costuma ser associado a mensagens com conteúdo potencialmente perigoso enviadas por e-mail. São chamados de SPIM contatos feitos por meio de plataformas de mensagens instantâneas.

O SPAM, porém, também pode ser uma tática usada em chamadas de telefone. As chamadas SPAM são ligações não solicitadas e que podem ser feitas por instituições reais ou golpistas.

No caso dos golpes, geralmente são feitas dezenas de chamadas de forma automatizada primeiro para identificar um número que está ativo e é utilizado por uma pessoa real. Se a pessoa atende, a ligação pode seguir com uma mensagem pré-gravada.

Com essas mensagens, os golpistas tentam convencer o cidadão de que aquela ligação está partindo de uma empresa real, com uma oferta ou pedido direcionado a ele. Geralmente os conteúdos pedem informações pessoais e usam um tom de urgência para fazer a pessoa agir rapidamente e sem pensar.

Consequências de atender a uma chamada SPAM

Com os dados da pessoa em mãos, um dos riscos é que os golpistas usem as informações para aplicar mais golpes, abrir contas e fazer dívidas em nome dela. Esse tipo de uso é chamado de roubo de identidade e pode criar problemas sérios para a vítima.

Há, ainda, a possibilidade de que, durante a própria chamada ou em ligações futuras, os golpistas se passem por empresas financeiras e consigam tirar dinheiro das vítimas. Com alegações como dívidas em aberto, os golpistas podem pressionar a pessoa a fazer pagamentos.

Também durante a chamada, podem acontecer outras formas de golpe, como o phishing, ou seja, o uso de uma “isca” para enganar a vítima. Isso pode acontecer com o golpista se passando por uma empresa que tem uma oferta “irrecusável” e que induz a pessoa a entrar em sites ou aplicativos.

Ao clicar nos links ou apps indicados, o aparelho fica vulnerável a ataques hackers, por exemplo.

Outra forma de golpe é o roubo da voz ou imagem (caso a chamada seja de vídeo) da vítima. Conhecido como vishing (em referência ao phishing), esse golpe usa programas de inteligência artificial.

Com isso, os criminosos podem pegar a gravação da voz da pessoa para criar uma imitação. Essa voz criada por IA serve, então, para enganar amigos ou familiares e conseguir novos dados ou valores via extorsão.

Como bloquear chamadas indesejadas e proteger a privacidade

Uma das formas principais é conferir sempre se há o aviso de SPAM que o próprio dispositivo costuma ativar quando há ligações de números desconhecidos.

  • Para ativar esse filtro, siga estas etapas:
  •  
  • ●     No dispositivo, abra o app Telefone.
  • ●     Toque em Mais opções.
  • ●     Vá em Configurações.
  • ●     Escolha a opção que pode aparecer com nomes como Filtro de chamadas e SPAM ou Proteção ID de chamada e SPAM.
  • ●     Por fim, ative a opção Ver código do autor da chamada e SPAM.
  • ●     Se preferir, também é possível escolher bloquear as chamadas de SPAM no smartphone antes mesmo que o telefone toque. Para isso, na opção Filtrar chamadas de SPAM, é possível ativar também o ícone de Bloquear chamadas de SPAM e SCAM. A partir daí, o dispositivo bloqueia esses contatos antecipadamente e os números só aparecerão no histórico de chamadas do celular.

  • Outras estratégias válidas também são:
  •  
  • ●     Não atender chamadas de números desconhecidos.
  • ●     sempre que uma ligação se iniciar com uma gravação, desligar imediatamente.
  • ●     Quando receber as ligações, bloquear os números desconhecidos sempre que puder. Nessa opção, também é possível denunciar o contato como SPAM no próprio celular.
  • ●     Se for necessário, busque por aplicativos especializados em filtragem de SPAM.
  • ●     Também é possível usar sites como Não Me Perturbe, iniciativa que bloqueia a ligação para consumidores que sinalizem não ter interesse nos serviços. Em até 30 dias depois da solicitação de cadastramento, o consumidor não receberá mais ligações para a oferta de diversas empresas cadastradas.

Com isso, além de receber menos ligações, a pessoa também saberá que as chamadas anônimas provavelmente não serão de empresas sérias e já nem precisará atendê-las.

Em outros casos, como roubo ou extravio de celular, existem mais ferramentas que podem ser utilizadas em caso. Uma forma é instalar aplicativos como o Celular Seguro, que emitem um alerta da ocorrência a operadoras de telefonia e instituições financeiras ao mesmo tempo, num único chamado.

O Dinheirama é o melhor portal de conteúdo para você que precisa aprender finanças, mas nunca teve facilidade com os números.

© 2024 Dinheirama. Todos os direitos reservados.

O Dinheirama preza a qualidade da informação e atesta a apuração de todo o conteúdo produzido por sua equipe, ressaltando, no entanto, que não faz qualquer tipo de recomendação de investimento, não se responsabilizando por perdas, danos (diretos, indiretos e incidentais), custos e lucros cessantes.

O portal www.dinheirama.com é de propriedade do Grupo Primo.