O que podemos aprender com a tragédia de Brumadinho? O assunto envolve investimentos, a tragédia (crime) e um pouco sobre o cenário do mercado de ações como um todo. Para começar devemos nos solidarizar com as famílias atingidas pelo desastre em Brumadinho. Infelizmente sabemos que muitas vítimas não são encontradas.

Diante dos investimentos, muitas pessoas possuem dinheiro investido na Vale através de Fundos de Investimento ou Ações. Nassim Taleb apelida um evento como o de Brumadinho de CISNE NEGRO. Um evento completamente inesperado que afeta os investimentos e apesar dos danos, por outro lado, muitos investidores criam estratégias para que eventos assim não impactem a carteira de investimentos e também gere lucros.

Vale perde R$ 71 bilhões em valor de mercado após rompimento de barragem

A Bolsa de São Paulo chegou a perder quase 3 mil pontos na segunda-feira (28), e bateu no nível dos 94 mil pontos com a forte queda nas ações da Vale e da Bradespar, empresa do Bradesco que tem como maior participação papéis da mineradora. As ações ordinárias das duas companhias perdiam mais de 20% logo no início de pregão, repercutindo a tragédia em Brumadinho (MG), no primeiro dia de sessão após o ocorrido. Ao fim dos negócios, a Vale perdeu R$ 71 bilhões em valor de mercado. Na quinta-feira (24), a companhia valia R$ 289,767 bilhões na Bolsa. Na segunda, acabou o pregão valendo R$ 218,706 bilhões.

O rompimento da barragem eleva a percepção de risco em torno da mineradora e deve continuar pressionando as ações da companhia por um tempo, ainda que do ponto de vista econômico o impacto das operações locais seja de menos de 2% da produção total da Vale. Segundo os analistas dos bancos Bradesco BBI e BTG Pactual, a crise criada pode trazer restrições mais severas às operações de outras minas, elevando os custos do setor e comprometendo potencialmente a produção de minério.

Os dois bancos destacaram que o impacto ambiental do rompimento da barragem parece menor do que o caso da Samarco, o que poderia se converter em menores multas. Entretanto, o aspecto humano tem pesado nas projeções, uma vez que o número de mortos até agora já superou em muito o caso de 2015, sem contar as centenas de pessoas ainda desaparecidas.

O que podemos aprender com a tragédia de Brumadinho?

O Conrado Navarro, ao analisar o ocorrido em Brumadinho gravou um vídeo comentando sobre O que podemos aprender com a tragédia de Brumadinho e também relata sobre o Cisne Negro, relatando o aspecto social e também o financeiro da tragédia. O assunto é importante e merece sua atenção!

Redação Dinheirama
Aviso: Os textos assinados e publicados no Dinheirama.com não representam necessariamente a opinião editorial do Blog. Asseguramos a qualquer pessoa, empresa ou associação que se sentir atacada o direito de utilizar o mesmo espaço para sua defesa. Também ressaltamos que toda e qualquer informação ou análise contida neste blog não se constitui em solicitação ou oferta de seu autores para compra ou venda de quaisquer títulos ou ativos financeiros, para realização de operações nos mercados de valores mobiliários, ou para a aplicação em quaisquer outros instrumentos e produtos financeiros. Através das informações, dos materiais técnicos e demais conteúdos existentes neste blog, os autores não estão prestando recomendações quanto à sua rentabilidade, liquidez, adequação ou risco. As informações, os materiais técnicos e demais conteúdos existentes neste blog têm propósito exclusivamente informativo, não consistindo em recomendações financeiras, legais, fiscais, contábeis ou de qualquer outra natureza.

Comentários