Procuro também ler muito sobre economia, tecnologia e conhecimentos gerais em blogs e sites interessantes que me são indicados ou que encontro navegando. Li um post muito preocupante sobre o acesso web do Bradesco, escrito pelo Bruno Torres e publicado em seu blog, onde ele comenta as diversas mancadas na usabilidade e tratamento de dados de seus usuários pelo banco. Noto um problema sério e que muitas outras instituições não estão dando atenção: os usuários não usam tanto o Internet Explorer e seus sites não funcionam bem fora dele. Isso é sério. Amigos leitores, já passaram por problemas ao acessar o seu internet banking? O que comentam sobre isso?

Enquanto isso, corretoras sérias e preocupadas com o uso intenso do computador e da internet (home-broker) estão investindo pesado em interfaces cada vez mais amigáveis, rápidas e coerentes com a necessidade do usuário. Alguns exemplos são a Win e a Ágora, que remodelaram recentemente seus sistemas.

Achei super interessante o conceito publicado pelo empresário Fabio Seixas em seu blog. Trata-se de um novo modelo de negócios, o “Freemium”. Ofereça serviços gratuitos, muita coisa boa e depois reinvente-se oferecendo algo ainda melhor. E só então passe a cobrar. Adorei também as dicas do blogueiro Bruno Alves, do BrPoint, sobre escrever posts com perfeccionismo demais e a responsabilidade ao escrevê-los, uma vez que muitos leitores irão lê-los. Eu também tenho este problema Bruno. Mas quem não tem? Já que aqui o assunto é dinheiro, quanto você pagaria pelo yahoo.com ou pelo msn.com? Veja aqui quanto eles valem, segundo dica do blogueiro Ricardo Alamino.

Conrado Navarro
Aviso: Os textos assinados e publicados no Dinheirama.com não representam necessariamente a opinião editorial do Blog. Asseguramos a qualquer pessoa, empresa ou associação que se sentir atacada o direito de utilizar o mesmo espaço para sua defesa. Também ressaltamos que toda e qualquer informação ou análise contida neste blog não se constitui em solicitação ou oferta de seu autores para compra ou venda de quaisquer títulos ou ativos financeiros, para realização de operações nos mercados de valores mobiliários, ou para a aplicação em quaisquer outros instrumentos e produtos financeiros. Através das informações, dos materiais técnicos e demais conteúdos existentes neste blog, os autores não estão prestando recomendações quanto à sua rentabilidade, liquidez, adequação ou risco. As informações, os materiais técnicos e demais conteúdos existentes neste blog têm propósito exclusivamente informativo, não consistindo em recomendações financeiras, legais, fiscais, contábeis ou de qualquer outra natureza.

Comentários