Home Mercados Parte da OPEP+ concorda em estender cortes voluntários até 2º tri

Parte da OPEP+ concorda em estender cortes voluntários até 2º tri

A OPEP+ implementou uma série de cortes na produção desde o final de 2022 para apoiar o mercado em meio ao aumento da produção dos EUA

por Reuters
0 comentário
Opep

Alguns membros da OPEP e aliados liderados pela Rússia (OPEP+) concordaram em estender cortes voluntários na produção de petróleo do primeiro para o segundo trimestre, informaram fontes neste domingo.

Em novembro, a OPEP+ concordou com cortes voluntários que totalizaram cerca de 2,2 milhões de barris por dia (bpd) no primeiro trimestre, liderados pela Arábia Saudita, que prorrogou seu próprio corte voluntário.

A OPEP+ implementou uma série de cortes na produção desde o final de 2022 para apoiar o mercado em meio ao aumento da produção dos Estados Unidos e de outros produtores não membros e às preocupações com a demanda, já que as principais economias enfrentam altas taxas de juros.

Os preços do petróleo encontraram apoio nas crescentes tensões geopolíticas devido aos ataques do grupo Houthi contra a navegação no Mar Vermelho, embora a preocupação com o crescimento econômico e as altas taxas de juros tenha pesado. Os contratos futuros do Brent para maio subiram 2% mais caros, a 83,55 dólares, por barril na sexta-feira.

Fontes disseram à Reuters na semana passada que a OPEP+ consideraria estender os cortes na produção de petróleo para o segundo trimestre, e uma delas disse que isso era “provável”.

Os países membros da OPEP+ anunciam os cortes individualmente. O Kuwait disse que cortaria sua produção de petróleo em 135 mil barris por dia (bpd) até junho, enquanto a Argélia cortará sua produção em 51 mil bpd.

Sobre Nós

O Dinheirama é o melhor portal de conteúdo para você que precisa aprender finanças, mas nunca teve facilidade com os números.  Saiba Mais

Mail Dinheirama

Faça parte da nossa rede “O Melhor do Dinheirama”

Redes Sociais

© 2023 Dinheirama. Todos os direitos reservados.

O Dinheirama preza a qualidade da informação e atesta a apuração de todo o conteúdo produzido por sua equipe, ressaltando, no entanto, que não faz qualquer tipo de recomendação de investimento, não se responsabilizando por perdas, danos (diretos, indiretos e incidentais), custos e lucros cessantes.

O portal www.dinheirama.com é de propriedade do Grupo Primo.