Passagens aéreas baratas: como viajar pagando menosViajar é um de nossos maiores prazeres. Viajar usando passagens aéreas baratas é melhor ainda. Há alguns anos, viajar de ônibus já deixou de ser uma escolha atraente. Com a redução do preço das passagens aéreas, enfrentar mais de 30 horas de ônibus para ir de São Paulo a Salvador não parece ser uma opção interessante para muitos brasileiros.

Ir de avião tem sido a melhor escolha nessa e em outras condições, afinal, sua viagem é mais rápida e um pouco mais confortável. Em trajetos de longa distância, você não só economiza tempo, como também evita gastos com almoço e jantar durante a viagem, por exemplo.

É por isso que comprar passagens aéreas baratas virou objetivo de muitos turistas e, principalmente, de empresários, executivos e profissionais que precisam viajar a trabalho com bastante frequência. A má notícia é que conseguir bilhetes mais baratos exige tempo e pesquisa. Leva vantagem também quem tem flexibilidade na data da viagem e mais disposição a fazer contas e comparações de preços.

Pensando nisso, o Dinheirama pesquisou e organizou algumas dicas que podem te ajudar na hora de pesquisar e comprar passagens aéreas baratas.

1. Fique atento aos horários
Os voos menos solicitados são os mais propícios a terem descontos nas passagens, pois viajar sem a capacidade máxima de passageiros não é um bom negócio para as companhias aéreas. Então fique atento e procure passagens para os voos que partem entre os horários das 10h às 16h. Viagens de madrugada também recebem boas promoções.

Quanto aos dias, os com menor procura são terças, quartas e sábados. Na hora de pesquisar é bom manter isso em mente, pois embarcar nesses dias pode ser mais econômico.

O horário da compra da passagem também faz diferença. Algumas companhias aéreas oferecem preços menores durante a madrugada, entre meia noite e 5h. Se você tiver disposição, é provável que encontre melhores oportunidades do que durante o horário comercial, por exemplo.

2. Compre com antecedência
Talvez essa dica seja a mais conhecida entre os viajantes, mas muitas pessoas deixam de planejar suas viagens com antecedência e acabam pagando a mais por isso. O blog Melhores Destinos tem um excelente post sobre o assunto. Sobre o momento ideal para comprar passagens ele afirma:

Passagens aéreas nacionais:

  • Baixa temporada: de 25 a 40 dias antes da data da viagem
  • Alta temporada: de 60 a 90 dias antes da data da viagem

Passagens aéreas internacionais:

  • Baixa temporada: de 30 a 60 dias antes da data da viagem
  • Alta temporada: de 60 a 120 dias antes da data da viagem

3. Promoções relâmpagos
Embora garantir sua passagem com antecedência possa ser bastante econômico, também pode acontecer do trajeto escolhido não ser alvo de descontos por haver alta procura dos viajantes. A companhia aérea pode identificar uma grande demanda com antecedência e não baixar os preços, mas talvez ela possa criar uma nova saída promocional para aqueles que ficaram sem passagens.

É nessa hora que você deve aproveitar as promoções relâmpagos de passagens aéreas. “Como encontrar essas promoções de passagens aéreas?”, você deve estar se perguntando. Através das redes sociais. A cada ano as companhias aéreas estão investindo cada vez mais no poder do Twitter e do Facebook para se comunicar com seus clientes, então a dica é segui-las nas redes sociais.

No Twitter, você pode seguir:

Já no Facebook a dica é acompanhar de perto as páginas:

Esses são apenas alguns exemplos. Você pode pesquisar e encontrar o perfil da sua companhia aérea favorita nas redes sociais.

Há também inúmeros blogs que divulgam promoções aéreas, mas muitos deles podem publicar ofertas antigas. Se sua opção é seguir blog, a dica é seguir os blogs oficiais das empresas. Muitas vezes é por lá que são publicadas ofertas e descontos nas passagens.

4. Use suas milhas
Os pontos acumulados no cartão de crédito podem ser facilmente revertidos em voos mais baratos. Aproveitando o cartão de crédito de maneira consciente, você pode acumular muitas milhas.

No entanto, é preciso estar atento aos muitos programas de fidelidade do mercado. Cada companhia aérea tem suas peculiaridades, então conhecer as regras de cada uma (ou da empresa de sua preferência) é importante para fazer bons negócios.

A maioria dos programas de fidelidade permite o uso das milhas em qualquer época do ano, por isso é mais vantajoso aproveitá-las em alta temporada, quando o preço das passagens sobe consideravelmente.

Planejar o acúmulo de milhas pode parecer exagerado, mas se mostra essencial para quem viaja regularmente. Quanto mais caros os bilhetes, maior a quantidade de pontos oferecidos e a flexibilidade disponível (como a exclusão de taxas para remarcar o voo, por exemplo).

5. Sites de pesquisa de passagens
Esta é uma ferramenta que tem se popularizado nos últimos meses, pois sua utilização é bastante fácil e simples. Você acessa o site de pesquisa de passagens aéreas, informa data, origem, destino e pronto, o site mostra as melhores oportunidades de compra por companhia aérea.

Porém, é importante saber que esses sites têm convênios e/ou parcerias com as empresas aéreas. Os preços oferecidos por eles incluem uma tarifa pelo serviço prestado, então muitas vezes pode ser mais interessante comprar diretamente com a companhia que fará o voo.

Alguns sites de pesquisa de passagens:

Lembre-se de ler os termos e condições antes de fazer comprar seu bilhete através desses sites.

Essas foram algumas abordagens que podem ajudar na hora de encontrar uma passagem mais barata, mas muitas outras dicas também podem servir. Você conhece mais alguma? Deixe nos comentários a forma como você compra passagens aéreas mais baratas. Até a próxima.

Foto de freedigitalphotos.net.

Willian Binder
Aviso: Os textos assinados e publicados no Dinheirama.com não representam necessariamente a opinião editorial do Blog. Asseguramos a qualquer pessoa, empresa ou associação que se sentir atacada o direito de utilizar o mesmo espaço para sua defesa. Também ressaltamos que toda e qualquer informação ou análise contida neste blog não se constitui em solicitação ou oferta de seu autores para compra ou venda de quaisquer títulos ou ativos financeiros, para realização de operações nos mercados de valores mobiliários, ou para a aplicação em quaisquer outros instrumentos e produtos financeiros. Através das informações, dos materiais técnicos e demais conteúdos existentes neste blog, os autores não estão prestando recomendações quanto à sua rentabilidade, liquidez, adequação ou risco. As informações, os materiais técnicos e demais conteúdos existentes neste blog têm propósito exclusivamente informativo, não consistindo em recomendações financeiras, legais, fiscais, contábeis ou de qualquer outra natureza.

Comentários