Home Empresas Pequenos negócios aproveitam ‘efeito Barbie’ para aumentar as vendas

Pequenos negócios aproveitam ‘efeito Barbie’ para aumentar as vendas

Sucesso do filme movimenta a economia desde antes da estreia, com a comercialização de produtos temáticos em diversos nichos de mercado

por Agência Sebrae
0 comentário

O mundo dos negócios está cor-de-rosa. A estreia do filme Barbie tem movimentado a economia e gerado uma agitação na internet. A expectativa é que a Mattel, fabricante de brinquedos americana dona da marca da boneca, fature quase US$ 1 bilhão neste ano, para além das telas do cinema.

Com o sucesso do live-action, negócios de diversos segmentos têm apostado na comercialização de produtos temáticos.

Na moda, a produção de acessórios e roupas ganharam um brilho extra e variados tons de rosa. Grandes marcas lançaram coleções inspiradas no filme e investiram no marketing e divulgação de produtos na internet.

Outros setores, como alimentação e bebidas, também não ficaram de fora. São pratos e drinks temáticos, além de molhos especiais, servidos para quem é fã da boneca mais famosa do planeta. No comércio, as vitrines das lojas também entraram no clima cor-de-rosa para atrair a atenção dos clientes.

Atentos ao ‘efeito Barbie’, os donos de pequenos negócios também aproveitam para faturar mais. Em São Paulo, a Teck Prints, empresa especializada em brindes personalizados, tem recebido uma alta demanda por produtos, como copos, camisetas e baldes de pipoca temáticos. Há 30 anos no mercado, a empresa tem loja em Osasco e na Lapa, além de e-commerce próprio e presença nos principais marketplaces.

O gerente de operações, José Roberto Monteiro, conta que a empresa aproveitou a onda, a partir dos pedidos dos clientes. “Estamos com uma demanda bem bacana e tudo que é rosa tem chamado a atenção do nosso consumidor. Para você ter uma ideia de ontem para hoje, data de estreia do filme, nossas vendas tiveram um pico e aumentaram 138%”, destaca.

Em Santa Catarina, a Bordasul Bordados e Personalizados é outro pequeno negócio que pegou carona na divulgação do live-action da Barbie. A CEO da empresa, Karem Sorato Antunes Nandi, disse que foi a primeira vez que tiveram a iniciativa de produzir algo específico por causa de um filme. Ao perceberem que o mercado estava aquecido, resolveram fazer um teste.

“Acredito que a Barbie é um ícone que atravessa gerações e, por isso, tenha atraído tanta atenção. Estamos produzindo canecas rosas diferenciadas, com glitter e metalizadas. Já recebemos pedidos e o público interessado tem sido de adultos com média de idade entre 25 e 30 anos”, comentou.

Dica do Sebrae

O Sebrae recomenda que os donos de pequenos negócios aproveitem as oportunidades, mas fiquem atentos aos direitos autorais das marcas registradas, como é o caso da Barbie e seus personagens. Assim como na Copa do Mundo, é preciso ter cuidado com aspectos da comunicação visual e propriedade intelectual, envolvendo logomarcas oficiais. É preferível fazer referências genéricas ao tema, usando a palavra boneca, por exemplo ao descrever um produto e apostar nos tons diferenciados de rosa. A dica é soltar a criatividade!

Sobre Nós

O Dinheirama é o melhor portal de conteúdo para você que precisa aprender finanças, mas nunca teve facilidade com os números.  Saiba Mais

Assine a newsletter “O Melhor do Dinheirama”

Redes Sociais

© 2024 Dinheirama. Todos os direitos reservados.

O Dinheirama preza a qualidade da informação e atesta a apuração de todo o conteúdo produzido por sua equipe, ressaltando, no entanto, que não faz qualquer tipo de recomendação de investimento, não se responsabilizando por perdas, danos (diretos, indiretos e incidentais), custos e lucros cessantes.

O portal www.dinheirama.com é de propriedade do Grupo Primo.