Home Empresas Petrobras conclui 1ª perfuração de poço exploratório na Margem Equatorial

Petrobras conclui 1ª perfuração de poço exploratório na Margem Equatorial

O poço integra a concessão BMPOT-17 e está localizado em águas profundas a 52 km da costa do Rio Grande do Norte

por Reuters
3 min leitura

A Petrobras (PETR4) informou nesta sexta-feira que concluiu a primeira perfuração do poço exploratório de Pitu Oeste, na Bacia Potiguar na Margem Equatorial, conforme comunicado ao mercado.

A estatal comunicou à Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) que identificou presença de hidrocarboneto, porém ainda inconclusivo quanto à viabilidade econômica, segundo o documento.

O poço faz parte da concessão BMPOT-17 e está localizado em águas profundas a 52 km da costa do Rio Grande do Norte.

“A Petrobras dará continuidade à pesquisa exploratória na região e planeja para fevereiro a segunda perfuração na Bacia Potiguar, no poço Anhangá, na concessão POT-M-762, a 79 km da costa do Estado do Rio Grande do Norte e próximo ao poço Pitu Oeste”, acrescentou a petrolífera.

A empresa disse que, a partir de estudos complementares, pretende obter mais informações geológicas da área para avaliar o potencial dos reservatórios e direcionar as próximas atividades exploratórias na área.

Segundo a Petrobras, a perfuração do poço exploratório em Pitu Oeste foi concluída com “total segurança, dentro dos mais rigorosos protocolos de operação em águas profundas, o que reafirma que a Petrobras está preparada para realizar com total responsabilidade atividades na Margem Equatorial”.

Veja o documento abaixo:

O Dinheirama é o melhor portal de conteúdo para você que precisa aprender finanças, mas nunca teve facilidade com os números.

© 2024 Dinheirama. Todos os direitos reservados.

O Dinheirama preza a qualidade da informação e atesta a apuração de todo o conteúdo produzido por sua equipe, ressaltando, no entanto, que não faz qualquer tipo de recomendação de investimento, não se responsabilizando por perdas, danos (diretos, indiretos e incidentais), custos e lucros cessantes.

O portal www.dinheirama.com é de propriedade do Grupo Primo.