O investidor acordou assustado, a bolsa de Xangai despencou 8,46% no último pregão e o Yuan teve nova forte desvalorização. O resultado não demorou a aparecer no restante do mundo, e a apreensão dos mercados também surgiu por aqui, fazendo com que o ibovespa chegasse a cair 6,5%.

O investidor sempre de olho nas ações da Petrobras, observou as ações da empresa  caírem 9% na mínima do dia, com o barril do Brent chegando a recuar 4,11% a US$ 43,59.

Internamente a crise política também ganha espaço e eleva as incertezas do investidor, no final da última semana o Ministro Gilmar Mendes do TSE pediu a Procuradoria Geral da República investigação sobre possíveis irregularidades na campanha eleitoral da Presidente Dilma Rousseff.

Oportunidades para quem olha o médio e longo prazo

O pânico parece tomar conta de boa parte do mercado, as dificuldades recentes do país acabam entrando no dia a dia de muita gente, o medo faz com que não enxerguemos boas possibilidades que surgem durante a crise.

Os próximos meses podem apresentar aos investidores diversas oportunidades, serão ativos de renda variável com preços baixos, renda fixa cada vez mais atraente e chance de prosperar a partir de boas negociações para aumentar o patrimônio.

Manter a calma e aproveitar as oportunidades que surgem com a crise

A prudência nesse momento é fundamental, mas aproveitar oportunidades que surgem a partir do cálculo de risco é muito importante. Durante o pânico, aquele que sabe onde está pisando e que conta com a assessoria de bons profissionais possui todas as condições de construir uma (nova) história de sucesso.

Aproveite o período para abrir os horizontes, descubra quais as melhores oportunidades para investir, observando que hoje já existem investimentos com melhor rentabilidade e mais segurança do que a caderneta de poupança (Clique e descubra).

Não desperdice a chance de construir e escolher desde já uma vida mais rica e feliz.

Até a próxima!

Foto: Financial graphs on the computer monitor, Shutterstock.

Ricardo Pereira
Aviso: Os textos assinados e publicados no Dinheirama.com não representam necessariamente a opinião editorial do Blog. Asseguramos a qualquer pessoa, empresa ou associação que se sentir atacada o direito de utilizar o mesmo espaço para sua defesa. Também ressaltamos que toda e qualquer informação ou análise contida neste blog não se constitui em solicitação ou oferta de seu autores para compra ou venda de quaisquer títulos ou ativos financeiros, para realização de operações nos mercados de valores mobiliários, ou para a aplicação em quaisquer outros instrumentos e produtos financeiros. Através das informações, dos materiais técnicos e demais conteúdos existentes neste blog, os autores não estão prestando recomendações quanto à sua rentabilidade, liquidez, adequação ou risco. As informações, os materiais técnicos e demais conteúdos existentes neste blog têm propósito exclusivamente informativo, não consistindo em recomendações financeiras, legais, fiscais, contábeis ou de qualquer outra natureza.

Comentários