Home Empresas Petrobras indica que nova plataforma de Mero começa a operar a partir de setembro

Petrobras indica que nova plataforma de Mero começa a operar a partir de setembro

Mero é o terceiro maior campo do Brasil em volume de óleo in place (o que pode ser recuperado no reservatório), atrás apenas de Tupi e Búzios

por Reuters
0 comentário
Estrutura de plataforma da Petrobras

A Petrobras (PETR3; PETR4) afirmou que o navio-plataforma Marechal Duque de Caxias deixou neste sábado Yantai, na China, rumo ao campo de Mero, onde a unidade deve começar a operar a partir de setembro de 2024.

A Petrobras, que é operadora do campo no pré-sal da Bacia de Santos, destacou que plataforma terá capacidade de produzir até 180 mil barris de óleo ao dia e de comprimir até 12 milhões de metros cúbicos de gás/dia.

Mero é o terceiro maior campo do Brasil em volume de óleo in place (o que pode ser recuperado no reservatório), atrás apenas de Tupi e Búzios, também localizados no pré-sal da Bacia de Santos.

“Estamos dando sequência ao projeto de Mero, principalmente para garantir a segurança energética do país, já que o potencial desse campo é muito grande e faz dele um dos ativos principais da Petrobras…”, disse o diretor de Engenharia, Tecnologia e Inovação da Petrobras, Carlos José Travassos, em nota.

Além do FPSO Duque de Caxias, a Petrobras colocará em operação outra unidade em Mero, em 2025.

O navio-plataforma Duque de Caxias, afretado pela Petrobras junto à MISC, fará parte do terceiro sistema de produção definitivo de Mero e aumentará a capacidade instalada de produção do campo para 590 mil barris diários de petróleo.

Esse sistema de produção prevê a interligação de 15 poços à unidade, oito produtores de óleo e sete injetores de água e gás.

A plataforma também será interligada ao equipamento HISEP, que fará a separação do óleo e do gás no fundo do oceano, de onde fará a reinjeção do gás “rico em CO2”, de forma pioneira.

O HISEP, tecnologia patenteada pela Petrobras, tem o potencial de aumentar a produção e “desafogar” a planta de processamento de gás da superfície, ao mesmo tempo em que reduz a intensidade das emissões de gases de efeito estufa.

“Nosso foco é produzir com responsabilidade e, nesse sentido, adotamos tecnologias para aumentar a eficiência na produção…”, declarou o diretor de Exploração e Produção da Petrobras, Joelson Mendes.

As operações do campo unitizado de Mero são conduzidas pelo consórcio operado pela Petrobras (38,6%), em parceria com a Shell Brasil (19,3%), TotalEnergies (19,3%), CNOOC (9,65%), CNPC (9,65%) e Pré-Sal Petróleo S.A (PPSA) (3,5%), como representante da União na área não contratada.

Sobre Nós

O Dinheirama é o melhor portal de conteúdo para você que precisa aprender finanças, mas nunca teve facilidade com os números.  Saiba Mais

Mail Dinheirama

Faça parte da nossa rede “O Melhor do Dinheirama”

Redes Sociais

© 2023 Dinheirama. Todos os direitos reservados.

O Dinheirama preza a qualidade da informação e atesta a apuração de todo o conteúdo produzido por sua equipe, ressaltando, no entanto, que não faz qualquer tipo de recomendação de investimento, não se responsabilizando por perdas, danos (diretos, indiretos e incidentais), custos e lucros cessantes.

O portal www.dinheirama.com é de propriedade do Grupo Primo.