Home Comprar ou Vender Petrobras pagará seu valor de mercado em dividendos em 3 anos

Petrobras pagará seu valor de mercado em dividendos em 3 anos

"É algo inacreditável", disse um gestor de fundos sob que possui as ações; XP abre recomendação visando upside de 25% no curto prazo

por Gustavo Kahil
3 min leitura

O desejo do governo em manter os dividendos da Petrobras (PETR3; PETR4) em níveis elevados como parte de seu esforço fiscal para a sua meta de déficit fiscal fará com que a estatal distribua aproximadamente todo o seu valor de mercado, hoje em R$ 480 bilhões, em dividendos no período de três anos.

“A empresa está com um dividend yield de 16% e, se considerarmos os dividendos extraordinários, – algo que o governo precisa muito – ela pode pagar todo seu market cap em dividendos em até 3 anos. O que é algo inacreditável”, disse um gestor de fundos sob que possui as ações, sob anonimato.

A estatal anunciou nesta semana um acordo com o Carf para os litígios fiscais, que removeu um peso gigante para a empresa e a sua precificação na Bolsa.

Serão liquidados R$ 45 bilhões (US$ 8,3 bilhões) por um valor total de R$ 19,8 bilhões (US$ 3,7 bilhões). A empresa deverá pagar R$ 11,9 bilhões (US$ 2,2 bilhões), divididos em um primeiro pagamento de R$ 3,6 bilhões (US$ 0,7 bilhão) em junho e seis parcelas mensais adicionais de R$ 1,4 bilhão (US$ 0,3 bilhão) até o final do ano.

Impacto nos dividendos

“O acordo implica desembolsos inferiores aos especulados pelo mercado nos últimos meses e mesmo assumindo os desembolsos esperados para este ano sem efeitos de curto prazo, vemos a empresa negociando com um dividend yield de 16% nos próximos 12 meses”, ressaltam os analistas Pedro Soares, Thiago Duarte, Bruno Lima e Henrique Perez, do BTG Pactual.

Segundo eles, isso pressupõe potenciais fusões e aquisições de aproximadamente US$ 2 bilhões, um investimento 20% menor do que o estimado para 2024 e o pagamento de US$ 4,6 bilhões em dividendos especiais.

“Vemos upsides neste dividend yield, uma vez que é possível que não haja fusões e aquisições e a empresa possa investir ainda menos do que estamos projetando atualmente. A Petrobras continua sendo nossa principal escolha no setor”, ressaltam.

Ideia de trade

A XP Investimentos abriu uma “trade ideia” com as ações da Petrobras a um preço de entrada a R$ 35,90 e um alvo de R$ 45,10, com um stop loss de R$ 30,50. É um potencial de valorização de 25% no curto prazo.

O relatório assinado por Regis Cardoso, chefe da área de petróleo, argumenta que as ações têm sofrido com um fluxo de notícias mais intenso nos últimos meses, desde o impasse sobre o pagamento de dividendos (em meados de março) até a mais recente sobre a mudança de CEO.

“Ao nosso ver, esse fluxo de notícia proporcionou um bom ponto de entrada, com valuation mais atrativo. Não vemos mudanças significativas no rumo da empresa em relação aos seus investimentos, política de preços e outros temas importantes para o investimento”, pontua.

Além disso, Cardoso também aponta para que a Petrobras continuará a ser uma boa geradora de caixa e pagadora de dividendo nos próximos trimestres.

“Destacamos também o recente acordo tributário, que ao nosso ver foi positivo para a empresa e elimina uma das potenciais notícias negativas que poderiam prejudicar as ações”, conclui.

O Dinheirama é o melhor portal de conteúdo para você que precisa aprender finanças, mas nunca teve facilidade com os números.

© 2024 Dinheirama. Todos os direitos reservados.

O Dinheirama preza a qualidade da informação e atesta a apuração de todo o conteúdo produzido por sua equipe, ressaltando, no entanto, que não faz qualquer tipo de recomendação de investimento, não se responsabilizando por perdas, danos (diretos, indiretos e incidentais), custos e lucros cessantes.

O portal www.dinheirama.com é de propriedade do Grupo Primo.