Home Mercados Petróleo tem leve alta com previsões de forte demanda global

Petróleo tem leve alta com previsões de forte demanda global

Este mês, a Opep e seus aliados concordaram em estender a maioria dos cortes na produção de petróleo até 2025

por Reuters
0 comentário

Os preços do petróleo subiram levemente nesta terça-feira, após a Administração de Informação sobre Energia dos Estados Unidos (AIE) aumentar sua previsão de crescimento para a demanda global de petróleo para o ano, enquanto a Opep manteve a sua estimativa para uma alta relativamente forte no período.

Os futuros do petróleo Brent (BRENT) subiram 0,29 dólar, ou 0,4%, a 81,92 dólares por barril, mantendo um movimento de recuperação acentuada, uma vez que os temores de excesso de oferta diminuíram desde que o Brent fechou em 77,52 dólares uma semana antes, seu nível mais baixo desde fevereiro.

Os futuros do petróleo West Texas Intermediate (WTI) dos Estados Unidos subiu 0,16 dólar, ou 0,2%, a 77,90 dólares.

A AIE elevou a sua previsão de crescimento para demanda mundial de petróleo em 2024 para 1,10 milhão de barris por dia, face a uma estimativa anterior de um aumento de 900 mil bpd.

A Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) manteve a sua previsão para 2024 de um crescimento relativamente forte da demanda global de petróleo, citando expectativas para viagens e turismo no segundo semestre.

Este mês, a Opep e seus aliados concordaram em estender a maioria dos cortes na produção de petróleo até 2025, mas disseram que eliminariam gradualmente os cortes ao longo de um ano a partir de outubro de 2024.

O Dinheirama é o melhor portal de conteúdo para você que precisa aprender finanças, mas nunca teve facilidade com os números.

© 2024 Dinheirama. Todos os direitos reservados.

O Dinheirama preza a qualidade da informação e atesta a apuração de todo o conteúdo produzido por sua equipe, ressaltando, no entanto, que não faz qualquer tipo de recomendação de investimento, não se responsabilizando por perdas, danos (diretos, indiretos e incidentais), custos e lucros cessantes.

O portal www.dinheirama.com é de propriedade do Grupo Primo.