Home Mercados Petróleo tem máxima de uma semana com expectativa de alta da demanda após dados de China e EUA

Petróleo tem máxima de uma semana com expectativa de alta da demanda após dados de China e EUA

Os futuros do Brent (BRENT) subiram 0,30 dólar, ou 0,4%, para fechar a 83,88 dólares o barril

por Reuters
0 comentário

Os preços do petróleo atingiram o maior nível em uma semana nesta quinta-feira, devido a dados da China e dos Estados Unidos que sinalizam que a demanda nos dois maiores países consumidores de petróleo do mundo pode subir.

Os futuros do Brent (BRENT) subiram 0,30 dólar, ou 0,4%, para fechar a 83,88 dólares o barril, enquanto o petróleo West Texas Intermediate (WTI) (WTI) dos EUA subiu 0,27 dólar, ou 0,3%, a 79,26 dólares.

Esse foi o fechamento mais alto para ambos os contratos de referência desde 30 de abril.

A limitar esses ganhos de preços estavam os dados de energia dos EUA que mostraram que a procura de gasolina e diesel na semana passada foi a mais fraca desde a pandemia de coronavírus de 2020.

“Os preços do petróleo foram negociados em uma faixa muito estreita. Não há muitas notícias sobre o petróleo. As notícias geopolíticas do Oriente Médio estão em segundo plano e não estão claras”, disse Phil Flynn, analista do Price Futures Group, sobre a pequena variação nos preços do petróleo.

Entretanto, na China, as importações de petróleo aumentaram em abril em relação ao ano anterior e as exportações e importações voltaram a crescer no mês passado, indicando um aumento na procura interna e externa, à medida que Pequim se esforça para apoiar uma economia instável.

Nos EUA, o número de novos pedidos de subsídio de desemprego aumentou na semana passada para o valor mais elevado em mais de oito meses, mais uma prova de que o mercado de trabalho estava a arrefecer.

Sobre Nós

O Dinheirama é o melhor portal de conteúdo para você que precisa aprender finanças, mas nunca teve facilidade com os números.  Saiba Mais

Assine a newsletter “O Melhor do Dinheirama”

Redes Sociais

© 2024 Dinheirama. Todos os direitos reservados.

O Dinheirama preza a qualidade da informação e atesta a apuração de todo o conteúdo produzido por sua equipe, ressaltando, no entanto, que não faz qualquer tipo de recomendação de investimento, não se responsabilizando por perdas, danos (diretos, indiretos e incidentais), custos e lucros cessantes.

O portal www.dinheirama.com é de propriedade do Grupo Primo.