Home Economia e Política PIB alemão deve mostrar expansão em 2024, mas decisão judicial pode reduzir crescimento, diz OCDE

PIB alemão deve mostrar expansão em 2024, mas decisão judicial pode reduzir crescimento, diz OCDE

A incerteza criada pela decisão judicial sobre as políticas de financiamento para apoiar empresas e trabalhadores durante a transição verde pode pesar sobre o investimento e o consumo privado, alertou a OCDE

por Reuters
0 comentário

 A economia alemã deverá crescer 0,6% em 2024 e 1,2% em 2025, após uma leve contração em 2023, de acordo com previsões da Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) publicadas nesta quarta-feira.

As previsões da OCDE são menos otimistas do que as do governo alemão, que espera crescimentos de 1,3% e 1,5% em 2024 e 2025, respectivamente.

Uma decisão da Justiça alemã, há quase duas semanas, bloqueou os planos do governo de realocar fundos pandêmicos não utilizados para iniciativas sustentáveis e apoio ao setor industrial, aumentando os temores de que a maior economia da Europa possa ser ainda mais enfraquecida.

“É crucial resolver a crise orçamentária o mais rápido possível para dar às empresas e às famílias segurança de planejamento e confiança no futuro”, disse à Reuters a economista da OCDE Isabell Koske.

Ela disse que uma solução deve incluir cortes no lado das despesas, aumentos no lado da receita e uma reforma do freio da dívida, que estabelece um limite para novos empréstimos.

A incerteza criada pela decisão judicial sobre as políticas de financiamento para apoiar empresas e trabalhadores durante a transição verde pode pesar sobre o investimento e o consumo privado, alertou a OCDE.

“Se for necessário um aperto fiscal maior para sustentar os planos de gastos dos fundos extra-orçamentários, o crescimento do PIB e a inflação serão menores”, disse a OCDE.

A economia alemã deve encolher 0,1% este ano, já que as altas taxas de juros pesaram sobre a demanda global por bens de investimento, que constituem uma grande parte das exportações alemãs, disse a OCDE.

O governo espera que a economia contraia 0,4% em 2023.

“A economia alemã está certamente passando por uma fase difícil”, disse Koske.

Nos próximos dois anos, no entanto, a queda da inflação e o aumento dos salários darão suporte à renda real e ao consumo privado, previu a OCDE.

As condições monetárias mais apertadas, o enfraquecimento das pressões sobre os preços da energia e o aperto fiscal ajudarão a reduzir a inflação de 6,2% em 2023 para 2,7% em 2024 e 2,1% em 2025, segundo a previsão.

Sobre Nós

O Dinheirama é o melhor portal de conteúdo para você que precisa aprender finanças, mas nunca teve facilidade com os números.  Saiba Mais

Faça parte da rede “O Melhor do Dinheirama” com as melhores análises e notícias

Redes Sociais

© 2023 Dinheirama. Todos os direitos reservados.

O Dinheirama preza a qualidade da informação e atesta a apuração de todo o conteúdo produzido por sua equipe, ressaltando, no entanto, que não faz qualquer tipo de recomendação de investimento, não se responsabilizando por perdas, danos (diretos, indiretos e incidentais), custos e lucros cessantes.

O portal www.dinheirama.com é de propriedade do Grupo Primo.