Home Economia e Política PIB do Japão caiu menos do que o estimado no 1º tri

PIB do Japão caiu menos do que o estimado no 1º tri

Os dados revisados do PIB surgem em meio a especulações de que o banco central poderá discutir cortes nas compras de títulos

por Reuters
0 comentário

A economia do Japão contraiu menos do que o inicialmente relatado no primeiro trimestre devido a revisões para cima dos gastos de capital e dados de estoques, dando um pequeno apoio aos planos do banco central de aumentar a taxa de juros novamente este ano.

Analistas estimam que a economia japonesa tenha atingido seu ponto mais baixo nos primeiros três meses do ano, embora o iene fraco e as interrupções em fábricas de montadoras continuem a obscurecer as perspectivas para o trimestre atual.

Ainda assim, “os resultados revisados do PIB tornaram mais fácil para o Banco do Japão sentir-se encorajado em relação a futuros aumentos de juros, já que pode avaliar que o investimento de capital está se recuperando, mesmo que um pouco”, disse Kohei Okazaki, economista sênior da Nomura Securities.

O PIB do Japão encolheu 1,8% em dado anualizado e revisado no primeiro trimestre em relação aos três meses anteriores, mostraram dados do Escritório do Gabinete nesta segunda-feira, um declínio menor do que a mediana das previsões de economistas de uma contração de 1,9% e da queda de 2,0% na estimativa preliminar.

O valor revisado se traduz em uma contração trimestral de 0,5% em termos ajustados pelos preços, inalterado em relação à leitura inicial divulgada no mês passado.

Os dados revisados do PIB surgem em meio a especulações de que o banco central poderá discutir cortes nas compras de títulos do governo japonês em sua revisão da política monetária nesta semana, como parte dos esforços para diminuir o estímulo monetário para conter o enfraquecimento do iene.

O Dinheirama é o melhor portal de conteúdo para você que precisa aprender finanças, mas nunca teve facilidade com os números.

© 2024 Dinheirama. Todos os direitos reservados.

O Dinheirama preza a qualidade da informação e atesta a apuração de todo o conteúdo produzido por sua equipe, ressaltando, no entanto, que não faz qualquer tipo de recomendação de investimento, não se responsabilizando por perdas, danos (diretos, indiretos e incidentais), custos e lucros cessantes.

O portal www.dinheirama.com é de propriedade do Grupo Primo.