Home Empresas Pixar Animation vai demitir cerca de 14% da força de trabalho

Pixar Animation vai demitir cerca de 14% da força de trabalho

A Pixar voltará a focar exclusivamente no lançamento de filmes, que serão exibidos nos cinemas antes de serem disponibilizados no Disney+

por Reuters
0 comentário

A Pixar Animation Studios, que produziu filmes clássicos como “Toy Story” e “Up”, começou a demitir nesta terça-feira cerca de 14% de sua força de trabalho, conforme diminui sua produção de séries originais de streaming, segundo uma fonte familiarizada com o assunto.

Cerca de 175 pessoas serão afetadas por cortes de pessoal na unidade da Walt Disney.

O estúdio de animação havia contratado pessoal adicional para criar séries originais, à medida que o ex-CEO da Disney, Bob Chapek, pressionava cada uma das unidades criativas da empresa para produzir conteúdo exclusivo para o Disney+.

O sucessor de Chapek, Bob Iger, tem desacelerado gastos com conteúdo original de streaming para tornar o Disney+ lucrativo.

A divisão de entretenimento da empresa, que inclui os serviços de streaming Disney+ e Hulu, obteve lucro operacional no trimestre mais recente.

A Pixar voltará a focar exclusivamente no lançamento de filmes, que serão exibidos nos cinemas antes de serem disponibilizados no Disney+.

Uma única série original aparecerá no Disney+ este ano, “Ganhar ou Perder”, que conta a história de um time de softball.

A Reuters noticiou uma primeira onda de demissões em massa no ano passado e, mais cedo este ano, reportou que outra onda de cortes estava por vir.

Dinheirama

O Dinheirama é o melhor portal de conteúdo para você que precisa aprender finanças, mas nunca teve facilidade com os números.

© 2024 Dinheirama. Todos os direitos reservados.

O Dinheirama preza a qualidade da informação e atesta a apuração de todo o conteúdo produzido por sua equipe, ressaltando, no entanto, que não faz qualquer tipo de recomendação de investimento, não se responsabilizando por perdas, danos (diretos, indiretos e incidentais), custos e lucros cessantes.

O portal www.dinheirama.com é de propriedade do Grupo Primo.