Pense um pouco nos seus personagens favoritos de comédia, seja dos seriados ou até mesmo em alguns parentes. Estas pessoas, que são um pouquinho “da pá virada”, normalmente têm um grande carisma e tendemos a nos atrair por elas e desenvolver um carinho muito grande.

De vez em quando elas nos irritam com suas excentricidades, por vezes nos perturbam com seus jeitos “incoerentes de pensar”, mas, ainda assim, no final do dia fazem-nos rir e sentir felizes por estar por perto delas.

É quase como um imã. Nós queremos saber suas histórias, às vezes ficamos por horas apenas ouvindo e até curiosos com o que está acontecendo em suas vidas; elas nos fazem sentir mais poderosos e corajosos para enfrentarmos nossas adversidades.

5 motivos explicam porque os “malucos” são os mais amados (e bem-sucedidos)

Vou listar brevemente os motivos pelos quais admiro essas pessoas e recomendo que você também aja como elas:

1. São autênticos

Eles não escondem quem são, sabem que têm suas excentricidades e gostam delas. Na verdade, é aquilo que os torna diferentes e é o que mais amam. É infinitamente mais fácil você ser aquilo que é do que representar diversos papéis ou vestir várias máscaras.

Pense em como é agradável estar próximo a uma pessoa que está sendo 100% verdadeira. Por mais que algumas vezes não gostemos de algumas coisas (ou não concordemos), ainda assim existe um respeito muito grande, que inclusive “mexe” conosco quando não estamos sendo nós mesmos. Essas pessoas são livres das amarras de conceitos impostos pela sociedade.

2. Têm boas histórias para contar

Uma boa história é sempre cativante, todo mundo gosta de presenciá-la. Seja indo ao cinema naquele final de tarde de domingo com alguém que gosta, seja decidindo ficar em casa em uma sexta à noite para uma seção de pipoca ou lendo aquele livro que carrega para diferentes lugares, coisas simples da vida viram histórias inspiradoras.

Com o passar do tempo, as histórias mais inusitadas e surpreendentes começam a chamar nossa atenção, pois já escutamos tanta coisa que aquilo que é diferente do normal nos prende. Acontece que essas pessoas mais malucas, normalmente, têm as histórias mais inusitadas, elas arriscam mais e consequentemente têm mais experiências.

3. Inspiram coragem

Quando vemos sua autenticidade e a escolha de se manterem fiéis ao seu próprio eu, por mais doido que seja, automaticamente já identificamos a coragem necessária para tal. É algo forte e impactante, mas também um grande exemplo.

Todas as pessoas, quando veem os mais excêntricos, apesar de até acharem ridículo o que eles fazem, emendam o tradicional comentário: “É preciso ter muita coragem para ser assim”. E realmente é… A questão é que estes “malucos” despertam nas pessoas a dúvida: e se tivessem mais coragem para fazer aquilo que gostam ou irem atrás dos seus sonhos?

Leitura recomendadaEmpreendedor, sua cabeça funciona como a de uma ovelha (e isso é legal)

4. São positivos e otimistas

Os doidos tendem a ser muito otimistas, pois eles querem enxergar o mundo e as suas possibilidades através das suas crenças. Normalmente, precisam encontrar uma maneira singular de perceber as coisas e, assim, fazerem suas ideias terem sentido.

Nós somos cativados por essas pessoas, pois elas mostram que apesar de tantos problemas ou até preconceitos, elas são felizes e encontram esse jeito mais agradável de perceber as coisas e conviver com elas. Não importa o que o acaso traga, as suas loucuras seguem fortes, mas sempre com otimismo.

5. São presentes

Talvez seja essa a mais surpreendente e importante característica destas pessoas especiais, pois parece que às vezes esses nossos queridos malucos estão em outra galáxia. Mas na verdade não, quem vive “fora do ar” são mesmo as pessoas “normais”.

Apesar de as suas ideias serem de outro planeta, eles se fazem muito presentes para vivê-las. Eles estão aqui e ali, curtindo ao máximo sua excentricidade, inspirando a coragem e sendo autênticos.

Quando você está próximo de uma pessoa mais doidinha assim, você sente que ela está ali pra valer, vivendo, fazendo e experimentando. A questão de estar apenas de corpo presente, mas já pensando na próxima atividade ou problema, é comum das pessoas normais infectadas pelo vírus do “amanhã está chegando”, em que o hoje é deixado de lado.

Conclusão

Apresentei 5 razões para liberarmos um pouco esse nosso lado mais “maluco” de ser, mas existem mais características importantes que devemos admirar e transformar em hábitos. Pense em quanto seria libertador deixar suas crenças mais “estranhas” e suas peculiaridades mais esquisitas virem ao mundo.

Ah, você tem medo de ser mal interpretado ou até mesmo incompreendido? Note o quanto as pessoas que fizeram isso gozam de uma admiração altíssima, muitas vezes se tornando altamente cativantes e de destaque. O começo requer coragem, mas a jornada compensa muito. Experimente!

Leitura recomendadaVocê é o resultado de suas escolhas, portanto assuma logo a responsabilidade sobre sua vida

Foto “Happy People”, Shutterstock.

Bruno Perin
Aviso: Os textos assinados e publicados no Dinheirama.com não representam necessariamente a opinião editorial do Blog. Asseguramos a qualquer pessoa, empresa ou associação que se sentir atacada o direito de utilizar o mesmo espaço para sua defesa. Também ressaltamos que toda e qualquer informação ou análise contida neste blog não se constitui em solicitação ou oferta de seu autores para compra ou venda de quaisquer títulos ou ativos financeiros, para realização de operações nos mercados de valores mobiliários, ou para a aplicação em quaisquer outros instrumentos e produtos financeiros. Através das informações, dos materiais técnicos e demais conteúdos existentes neste blog, os autores não estão prestando recomendações quanto à sua rentabilidade, liquidez, adequação ou risco. As informações, os materiais técnicos e demais conteúdos existentes neste blog têm propósito exclusivamente informativo, não consistindo em recomendações financeiras, legais, fiscais, contábeis ou de qualquer outra natureza.

Comentários