Pré-sal, o leilão do Campo de Libra e as consequências para o BrasilUm dos fatos econômicos que mais chamou a atenção da mídia especializada neste início de semana foi o leilão realizado pelo governo referente à camada pré-sal da área conhecida como “Campo de Libra”.

No final, a Petrobras, que já tinha 30%, ficará com 40% dos receitas provenientes do pré-sal. Empresas estrangeiras ficarão com 60%, mas terão que devolver ao governo 41,65% da produção, de acordo com o regime de partilha.

O leilão do Campo de Libra inaugurou um novo regime de licitação para exploração do petróleo brasileiro. O modelo de partilha vai ser usado também para as outras áreas do pré-sal, que ainda serão licitadas.

Para nos ajudar a entender o impacto dessa notícia na economia brasileira, contamos com a análise de um dos economistas mais admirados do país, Alvaro Bandeira, que é Sócio e Economista Chefe da Órama.

O Alvaro preparou um vídeo explicando em detalhes o que realmente é relevante para você sobre este assunto. Assista ao vídeo:

Novidade

Nem todo mundo tem a facilidade de assistir ao vídeo, dependendo da situação ter a disponibilização do áudio pode transformar a experiência e facilitar o aprendizado. Imagine levar essa explicação para o seu smartphone ou ouvir no seu carro.

Dessa forma a partir de agora, todos os novos vídeos produzidos pela equipe da Órama serão acompanhados de um arquivo em áudio para que você possa escolher a melhor forma de acompanhar o conteúdo. Escute e faça o download abaixo:

[powerpress]

Fique de olho

Se você quiser assistir a outros vídeos sobre o mercado, mantenha-se sempre fiel a nossas publicações e assista ao material produzido e veiculado na TV Órama (clique aqui para assistir).

Caso queira conhecer mais sobre a Órama e queira um atendimento personalizado, utilize o canal “Fale com a Sandra” clicando aqui. Conheça também o Órama Blog e acompanhe ainda mais conteúdo e informação de qualidade. Até a próxima.

Foto offshore production, Shutterstock.

Ricardo Pereira
Aviso: Os textos assinados e publicados no Dinheirama.com não representam necessariamente a opinião editorial do Blog. Asseguramos a qualquer pessoa, empresa ou associação que se sentir atacada o direito de utilizar o mesmo espaço para sua defesa. Também ressaltamos que toda e qualquer informação ou análise contida neste blog não se constitui em solicitação ou oferta de seu autores para compra ou venda de quaisquer títulos ou ativos financeiros, para realização de operações nos mercados de valores mobiliários, ou para a aplicação em quaisquer outros instrumentos e produtos financeiros. Através das informações, dos materiais técnicos e demais conteúdos existentes neste blog, os autores não estão prestando recomendações quanto à sua rentabilidade, liquidez, adequação ou risco. As informações, os materiais técnicos e demais conteúdos existentes neste blog têm propósito exclusivamente informativo, não consistindo em recomendações financeiras, legais, fiscais, contábeis ou de qualquer outra natureza.

Comentários