Home Agronegócio Preço do cacau tem máximas de 6 semanas na ICE

Preço do cacau tem máximas de 6 semanas na ICE

O cacau em Nova York também subiu 6,5%, a 9.853 dólares por tonelada, depois de ter atingido uma máxima de seis semanas de 9.980 dólares

por Reuters
3 min leitura

Os contratos futuros do cacau na ICE subiram acentuadamente nesta quarta-feira, atingindo máximas de seis semanas, com os investidores voltando a se concentrar na redução da oferta da matéria-prima do chocolate, enquanto os contratos futuros do açúcar e do café também subiram.

Os dados de inflação dos EUA na quarta-feira foram vistos pelos investidores como propícios a maiores fluxos de investimento em ativos como commodities agrícolas.

Cacau

O contrato setembro do cacau em Londres subiu 482 libras, ou 6,5%, fechando a 7.925 libras por tonelada métrica, depois de ter registrado uma máxima de seis semanas de 7.993 libras.

Banner MBA BARSI

Gana, o segundo maior produtor de cacau do mundo, está procurando adiar a entrega de até 350.000 toneladas para a próxima temporada devido a colheitas fracas, disseram cinco fontes à Reuters, piorando ainda mais as perspectivas para o setor global de chocolate.

Com cerca de 350.000 toneladas de grãos vendidos antecipadamente faltando nesta temporada, Gana também está lidando com as vendas futuras para a próxima temporada, já que os comerciantes temem que a safra de 2024/25 não se recupere significativamente.

Duas fontes disseram que o país vendeu a prazo apenas 100.000 toneladas de cacau.

O cacau em Nova York também subiu 6,5%, a 9.853 dólares por tonelada, depois de ter atingido uma máxima de seis semanas de 9.980 dólares.

Açúcar

O açúcar bruto subiu 0,31 centavo, ou 1,6%, a 19,10 centavos de dólar por libra-peso.

Os comerciantes observaram preocupações com o clima em algumas partes do mundo, incluindo o Brasil, onde atualmente está muito seco, e a Índia.

As chuvas de monções da Índia perderam força depois de cobrir as regiões ocidentais antes do previsto. Sua chegada aos Estados do norte e do centro pode ser atrasada, prolongando uma onda de calor nas regiões de arroz, algodão, soja e cana-de-açúcar.

O açúcar branco subiu 1,5%, para 554,80 dólares a tonelada.

Café

O café robusta avançou 33 dólares, ou 0,8%, a 4.086 dólares a tonelada. O mercado subiu para uma máxima de 4.394 dólares na semana passada.

O café arábica subiu 1,5%, para 2,2485 dólares por libra-peso, depois de ficar 0,2% mais baixo na terça-feira.

Banner MBA BARSI

O Dinheirama é o melhor portal de conteúdo para você que precisa aprender finanças, mas nunca teve facilidade com os números.

© 2024 Dinheirama. Todos os direitos reservados.

O Dinheirama preza a qualidade da informação e atesta a apuração de todo o conteúdo produzido por sua equipe, ressaltando, no entanto, que não faz qualquer tipo de recomendação de investimento, não se responsabilizando por perdas, danos (diretos, indiretos e incidentais), custos e lucros cessantes.

O portal www.dinheirama.com é de propriedade do Grupo Primo.