Por Bruna Bessi.

Quem investe quer ganhar dinheiro, certo? Claro. Mas você já deve ter percebido que não é na poupança que a multiplicação do dinheiro vai acontecer. E digo isso por que para ganhar realmente dinheiro é preciso estudar e ter planejamento.

Engana-se, entretanto, quem acredita que basta conversar com o gerente do banco para que tudo se resolva. Ele até pode ajudar, mas lembre-se de que trabalha para o banco e tem metas a cumprir.

A saída é aprender você mesmo a investir e a ficar mais rico a cada dia. Sei que isso não acontece da noite para o dia, mas tudo deve ter um começo. Será necessário ler bastante a respeito e compreender a sua situação financeira antes de decidir qual o melhor caminho.

Chega de deixar seu dinheiro nas mãos do gerente

Uma quantidade enorme de pessoas prefere confiar seu dinheiro aos gerentes do banco. Sim, isso é uma opção, uma escolha, mas não precisa ser assim.

Basta dedicar um pouco de tempo ao dia para aprender mais sobre investimentos e finanças pessoais. Assim não será preciso depender de quem está mais interessado em bater suas metas de vendas do que oferecer bons investimentos para os clientes.

Algumas aplicações muito oferecidas pelos gerentes deveriam ser evitadas a qualquer custo. Além de não multiplicarem o seu dinheiro, algumas podem até fazer você ficar no prejuízo. Descrevemos aqui apenas 3 delas para que você fique atento:

Poupança

Abrir uma conta poupança é, muitas vezes, a primeira decisão dos investidores iniciantes. O investimento tem baixo risco e fácil aplicação, mas os rendimentos atualmente têm sido em torno de 8% ao ano.

Esse rendimento é insuficiente para compensar a inflação (que está mais alta que isso) e não proporcionará lucro algum para os investidores.

Previdência privada

Os planos de previdência também têm pegadinhas a serem evitadas. Eles têm custos maiores do que outros tipos de aplicações, pois têm altas taxas de administração e estão entre os produtos que dão maiores lucros para os bancos.

Tais planos são interessantes apenas para alguns casos específicos, mas são vendidos pelos bancos como se fossem bons para todos os clientes.

Na verdade, quanto mais dinheiro você aplica, maior a rentabilidade. No entanto, mesmo quem tem mais de R$ 500 mil para investir em um plano de previdência não tem acumulado bons retornos.

Títulos de (des)capitalização

Acredite, o título de capitalização é o pior investimento que você pode fazer. E digo isso porque trata-se de um verdadeiro jogo de azar, ou melhor, uma mistura de bolão com loteria.

Bolão porque uma parte de seu dinheiro será usada para pagar pela administração do dinheiro de todos que compraram os títulos e uma parte será usada para premiar o sorteado. Loteria por causa dos sorteios.

Relatório gratuito recomendado: Conheça o investimento lucrativo que seu gerente de banco não quer te oferecer.

Seja independente e assuma o controle da sua vida financeira

Começar a investir não deve ser algo que traga medo. É preciso ter confiança e disposição para ganhar dinheiro. Lembre-se sempre de que construir riqueza depende apenas de você! O conhecimento é a chave para a independência financeira.

Ninguém vai cuidar tão bem do seu dinheiro quanto você, mas para isso você precisa estar bem informado, e essa é a nossa especialidade.

Aliás, temos um relatório financeiro gratuito que vai ensinar você a ser independente no relacionamento com o seu gerente do banco, para nunca mais ser enganado com investimentos ruins. Clique aqui para baixar sua cópia gratuita agora mesmo.

Educar-se financeiramente é algo que precisa fazer parte do seu estilo de vida, ou seja, algo a ser praticado todos os dias.

Afinal, de que adianta você trabalhar tanto para ganhar dinheiro, se não cuida bem dele? Deixe a preguiça de lado e assuma o controle das suas finanças! Um abraço e até a próxima!

Nota: Esta coluna é mantida pela Empiricus, que contribui para que os leitores do Dinheirama possam ter acesso a conteúdo gratuito de qualidade.

Empiricus Research
Aviso: Os textos assinados e publicados no Dinheirama.com não representam necessariamente a opinião editorial do Blog. Asseguramos a qualquer pessoa, empresa ou associação que se sentir atacada o direito de utilizar o mesmo espaço para sua defesa. Também ressaltamos que toda e qualquer informação ou análise contida neste blog não se constitui em solicitação ou oferta de seu autores para compra ou venda de quaisquer títulos ou ativos financeiros, para realização de operações nos mercados de valores mobiliários, ou para a aplicação em quaisquer outros instrumentos e produtos financeiros. Através das informações, dos materiais técnicos e demais conteúdos existentes neste blog, os autores não estão prestando recomendações quanto à sua rentabilidade, liquidez, adequação ou risco. As informações, os materiais técnicos e demais conteúdos existentes neste blog têm propósito exclusivamente informativo, não consistindo em recomendações financeiras, legais, fiscais, contábeis ou de qualquer outra natureza.