Home Agronegócio Preocupações com produção de açúcar na Índia levam preços locais à máxima de 6 anos

Preocupações com produção de açúcar na Índia levam preços locais à máxima de 6 anos

A Índia permitiu que as usinas exportassem apenas 6,1 milhões de toneladas de açúcar durante a atual temporada

por Reuters
0 comentário
Açúcar

 Os preços do açúcar na Índia subiram mais de 3% em uma quinzena, atingindo o nível mais alto em seis anos, disseram comerciantes e autoridades do setor, já que as chuvas limitadas nas principais regiões de cultivo do país aumentaram as preocupações com a produção para a próxima temporada.

Isso poderia contribuir para a inflação dos alimentos e desencorajar Nova Délhi a permitir exportações de açúcar, apoiando os preços globais que estão perto de seu nível mais alto em mais de uma década.

“As usinas de açúcar estão preocupadas com a possibilidade de a produção cair drasticamente na nova temporada devido à seca. Elas não estão dispostas a vender a preços mais baixos”, disse Ashok Jain, presidente da Associação de Comerciantes de Açúcar de Mumbai.

Os preços mais altos, no entanto, melhorarão as margens de produtores como Balrampur Chini, Dwarikesh Sugar, Shree Renuka Sugars e Dalmia Bharat Sugar, ajudando-os a fazer pagamentos em dia aos agricultores, disseram os comerciantes.

A produção de açúcar pode cair 3,3%, para 31,7 milhões de toneladas na nova temporada, que começa em 1º de outubro, uma vez que a baixa precipitação atinge a produção de cana no estado ocidental de Maharashtra e em Karnataka, no sul da Índia, que juntos respondem por mais da metade da produção indiana total, segundo estimativa de um importante órgão comercial.

Embora os preços do açúcar tenham subido para 37.760 rúpias (454,80 dólares) por tonelada na terça-feira, o valor mais alto desde outubro de 2017, os preços indianos estão quase 38% mais baixos do que a referência global do açúcar branco.

O aumento do preço irá dissuadir o governo indiano de permitir as exportações na nova temporada, disse Jain.

A Índia permitiu que as usinas exportassem apenas 6,1 milhões de toneladas de açúcar durante a atual temporada, que vai até 30 de setembro, depois de permitir que elas vendessem um recorde de 11,1 milhões de toneladas na última temporada.

Espera-se que Nova Délhi proíba as usinas de exportar açúcar na temporada que começa em outubro, interrompendo os embarques pela primeira vez em sete anos, disseram três fontes do governo à Reuters no mês passado.

Os preços do açúcar podem subir ainda mais nos próximos meses, já que os estoques estão caindo e o pico da temporada de festas está se aproximando, disse um comerciante de Mumbai.

Sobre Nós

O Dinheirama é o melhor portal de conteúdo para você que precisa aprender finanças, mas nunca teve facilidade com os números.  Saiba Mais

Mail Dinheirama

Faça parte da nossa rede “O Melhor do Dinheirama”

Redes Sociais

© 2023 Dinheirama. Todos os direitos reservados.

O Dinheirama preza a qualidade da informação e atesta a apuração de todo o conteúdo produzido por sua equipe, ressaltando, no entanto, que não faz qualquer tipo de recomendação de investimento, não se responsabilizando por perdas, danos (diretos, indiretos e incidentais), custos e lucros cessantes.

O portal www.dinheirama.com é de propriedade do Grupo Primo.