A produção industrial subiu 0,1% em abril ante março, na série com ajuste sazonal, divulgado nesta quinta-feira, 2, o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Em relação a abril de 2015, a produção caiu 7,2%. No ano, a produção da indústria acumula queda de 10,5%. Em 12 meses, o recuo é de 9,6%.

De acordo com o jornal O Estado de São Paulo, a indústria registrou avanço na produção em 11 dos 24 ramos pesquisados na passagem de março para abril. Entre os setores, os principais impactos positivos foram os aumentos registrados por produtos alimentícios (4,6%) e  produtos derivados do petróleo e biocombustíveis (4,0%).

O setor de alimentos apontou a segunda alta consecutiva, acumulando nesse período um crescimento de 10,9%. Já o de biocombustíveis conseguiu eliminar parte do recuo de 6,7% verificado em março. O resultado de ambos em abril foi impulsionado pela antecipação da moagem da cana-de-açúcar, que beneficiou tanto a produção de açúcar quanto a de álcool.

“Houve melhora das condições climáticas, um clima mais seco na região Centro-Sul. Esses produtos têm comportamento mais positivo em relação não apenas a março, mas também em relação a abril de 2015. Teve antecipação da safra de cana, ela começou a ser processada antes”, justificou André Macedo, gerente da Coordenação de Indústria do IBGE.

Temer autoriza e Câmara aprova pauta bomba de R$ 58 bilhões

Apesar da expectativa de fechar 2016 com um rombo de R$ 170 bilhões nas contas públicas, o governo interino de Michel Temer e sua base na Câmara concordaram com a aprovação de um pacote de reajuste para o funcionalismo federal —Executivo, Judiciário e Legislativo, além do Ministério Público — com impacto de ao menos R$ 58 bilhões até 2019.

Represados na gestão de Dilma Rousseff, 15 projetos de lei que estabelecem reajuste e benefícios ao funcionalismo foram aprovados entre a noite desta quarta-feira (1º) e o início da madrugada desta quinta (2).

A de maior impacto foi o aumento do salário dos ministros do STF (Supremo Tribunal Federal). O rendimento, que delimita o teto do funcionalismo, passou de R$ 33.763 para R$ 39.293.

O efeito cascata gerado em todo o Judiciário deverá, segundo o Ministério da Fazenda, ter um impacto de R$ 6,9 bilhões até 2019. Vale ressaltar que o reajuste já estava incluído no orçamento de 2016, que prevê rombo de R$ 170 bilhões.

E-book gratuito recomendadoO novo aposentado

Mulher de Cunha afirma que ele autorizou gastos de luxo no exterior

A mulher do deputado afastado Eduardo Cunha (PMDB), a ex-apresentadora da Rede Globo, Cláudia Cruz, afirmou em depoimento à força-tarefa da Lava Jato em Curitiba que a abertura de sua conta secreta no exterior foi sugerida pelo deputado e que ele próprio autorizava os gastos em lojas de luxo.

Claudia disse acreditar que os recursos eram provenientes de atividades de Cunha no mercado financeiro e empresarial e que nunca fez perguntas sobre a origem do dinheiro.

“A depoente nunca se interessou em perguntar a Eduardo Cunha de onde era a origem do dinheiro utilizado no exterior”, afirmou. E completou: “A depoente nunca tomou conhecimento de nenhuma atividade empresarial desenvolvida por Eduardo Cunha no exterior”.

Mercado Financeiro após notícia da produção industrial

Cresce o sentimento de que o governo Temer não irá conseguir promover algumas das reformas importantes para a retomada do crescimento do país. Ainda assim, os números da economia parecem mostrar que o pior pode já ter passado, mesmo com a expectativa da crise continuar apresentando reflexos graves no país como nos próximos meses, como o aumento do desemprego. Falta o sentimento de previsibilidade para a retomada da confiança , pois ninguém é capaz de cravar nesse momento, que a Presidente Dilma não conseguirá voltar ao comando do país.

O Ibovespa, principal índice da Bolsa de Valores de São Paulo, operava às 12h09 em alta de +0,54% com 49.275 pontos, e o dólar subia 0,07%, sendo negociado por R$ 3,59.

Redação Dinheirama
Aviso: Os textos assinados e publicados no Dinheirama.com não representam necessariamente a opinião editorial do Blog. Asseguramos a qualquer pessoa, empresa ou associação que se sentir atacada o direito de utilizar o mesmo espaço para sua defesa. Também ressaltamos que toda e qualquer informação ou análise contida neste blog não se constitui em solicitação ou oferta de seu autores para compra ou venda de quaisquer títulos ou ativos financeiros, para realização de operações nos mercados de valores mobiliários, ou para a aplicação em quaisquer outros instrumentos e produtos financeiros. Através das informações, dos materiais técnicos e demais conteúdos existentes neste blog, os autores não estão prestando recomendações quanto à sua rentabilidade, liquidez, adequação ou risco. As informações, os materiais técnicos e demais conteúdos existentes neste blog têm propósito exclusivamente informativo, não consistindo em recomendações financeiras, legais, fiscais, contábeis ou de qualquer outra natureza.

Comentários