Em tempos como o atual, cheio de incertezas e volatilidades, é comum ouvir queixas de pessoas culpando fatores externos por suas frustrações e por seus fracassos. A vida é cheia de variáveis – algumas delas nós controlamos, outras não.

Não temos controle sobre a crise econômica e política, a alta do dólar, a concorrência, o mercado… Por isso, não desperdice o seu tempo, tão precioso, com isso. Invista sua energia naquilo que você controla. Que tal começar melhorando sua própria produtividade?

O excesso diário de informações através de whatsapp, blogs, redes sociais, a avalanche de e-mails e a pressão por realizar demandas profissionais têm um efeito muito nocivo na concentração, prejudicando diretamente nossa capacidade de alcançar metas.

O desafio é fazer mais com menos e entregar as tarefas dentro do prazo. Ainda que o dia tenha 24 horas para todo mundo, algumas pessoas conseguem fazer o tempo render mais do que outras. Com organização e atitudes simples, é possível trabalhar de maneira mais inteligente.

E para isso não é necessário um aplicativo, uma ferramenta, claro, se você se sente confortável com esse tipo de tecnologia, vá em frente, mas tenho comigo que “disciplina é liberdade”, como cantou Renato Russo na canção “Há Tempos”, e para mim é muito mais uma questão de hábito e foco do que de falta de ferramenta.

Confira algumas dicas que podem ajudar na busca pela alta performance e desempenho na gestão do seu tempo:

Leitura recomendada: 12 dicas para melhorar sua produtividade (seus objetivos chegarão mais rápido) 

Programe suas atividades

Ter controle de tudo o que precisa ser feito é o primeiro passo. Assim, é possível saber quanto tempo será necessário para realizar cada tarefa e entregá-la sem atrasos. Depois de concluir o trabalho, é hora de organizar o próximo dia. Dessa forma, você garante que a jornada seguinte seja produtiva.

Faça uma coisa de cada vez

Estudos mostram que desempenhar várias funções é menos produtivo que realizar uma por vez. Isso acontece porque quem é bombardeado por várias fontes de informação não presta atenção no que está fazendo e tem mais dificuldades de memorização.

Além disso, o cérebro não consegue executar duas tarefas com excelência ao mesmo tempo. Ser produtivo não é fazer muitas coisas, é fazer as coisas que tem que que ser feitas e para isso é necessário priorizar, e priorizar depende de ter objetivos claros antes de qualquer iniciativa.

Evite a procrastinação

É uma lida nos e-mails pessoais, um café rápido, uma “espiadinha” no Facebook… O ato de adiar as coisas, ter demora em fazer o que é preciso e ficar enrolando é o maior inimigo da produtividade. Por isso, tenha foco no que precisa ser feito e deixe o celular e as redes sociais de lado; se for o caso, desligue! O Professor Vicente Falconi diz que “somos procrastinadores por natureza”, então cuidado.

Defina metas

Coloque prazos para terminar suas atividades e trabalhe ininterruptamente até atingir sua meta. Por exemplo, se precisar escrever um relatório, determine que ele precisa ser feito até um determinado horário e dedique-se a isso até que esteja pronto.

Outra dica simples para ajudar neste sentido é fracionar o tempo; não reserve uma hora, reserve 52 minutos, por exemplo, e você fará o que tiver que ser feito no tempo que foi dado.

Leitura recomendada: Não tenha medo de subir na balança: isso pode ajudar você a enriquecer! 

Planeje seu descanso

Diferente do que muitos imaginam, ser produtivo não significa ser alguém que leva trabalho pra casa ou faz as refeições enquanto realiza as atividades. Atitudes como essas acabam por fazer justamente o contrário, além de trazer até mesmo problemas de saúde.

O descanso é fundamental para esvaziar a mente e recarregar as energias. Assim, quando voltar, você produzirá mais e melhor. Dormir também é um ato de produtividade e que tem tudo a ver com objetivos claros para sua saúde.

Cultive bons hobbies

Fazer atividades que trazem prazer e relaxamento também pode ajudar no trabalho. Ler, praticar esportes e assistir filmes são alguns exemplos de práticas que contribuem para se revigorar, esquecer dos problemas e manter o cérebro funcionando, além de aumentar sua criatividade.

Criatividade? Isso mesmo, afinal e contas as pessoas criativas resolvem problemas, o que com certeza economiza tempo. Agora, se você não tem tempo, como vai se dedicar aos hobbies? Que tal mudar isso?

Conclusão

Lembre-se sempre: o tempo é o maior ativo do ser humano! Você usa o seu tempo para, por exemplo, ganhar dinheiro, e se você não rasga dinheiro, por que desperdiça o seu tempo que é mais valioso? Pense nisso e dê também uma olhada neste meu programa de produtividade pessoal. Até a próxima!

Leitura recomendada: 3 Atitudes de Pessoas Realizadas e de Sucesso que você deve praticar

Emerson Weslei Dias
Aviso: Os textos assinados e publicados no Dinheirama.com não representam necessariamente a opinião editorial do Blog. Asseguramos a qualquer pessoa, empresa ou associação que se sentir atacada o direito de utilizar o mesmo espaço para sua defesa. Também ressaltamos que toda e qualquer informação ou análise contida neste blog não se constitui em solicitação ou oferta de seu autores para compra ou venda de quaisquer títulos ou ativos financeiros, para realização de operações nos mercados de valores mobiliários, ou para a aplicação em quaisquer outros instrumentos e produtos financeiros. Através das informações, dos materiais técnicos e demais conteúdos existentes neste blog, os autores não estão prestando recomendações quanto à sua rentabilidade, liquidez, adequação ou risco. As informações, os materiais técnicos e demais conteúdos existentes neste blog têm propósito exclusivamente informativo, não consistindo em recomendações financeiras, legais, fiscais, contábeis ou de qualquer outra natureza.

Comentários