Propaganda e Educação Financeira InfantilTodos nós sabemos que as crianças e adolescentes fazem parte da cultura do consumo. Nenhum de nós nasceu consumista, mas esse é um comportamento aprendido desde cedo, muito cedo. O hábito de comprar em excesso é uma característica marcante em muitas famílias onde os filhos acabam tornando-se consumistas mirins.

Um mundo de consumo repleto de cores e novidades é apresentado para as crianças no cotidiano. As propagandas, as vitrines, o brinquedo novo do colega, a mochila do super-herói preferido, o celular com aplicativos incríveis, fica difícil resistir! E os pequenos espertos e atentos acabam direcionando a decisão dos pais.

Afinal, quem resiste a um pedido bem feito e aos olhinhos felizes ao ganhar o objeto de desejo? A criança nos toca a emoção, acabamos cedendo e comprando mais um presente. O período de contentamento com o novo “brinquedo” passa e lá está a criança novamente querendo outra coisa! É um ciclo sem fim.

Fazendo um recorte nesse cenário, temos de um lado a publicidade cumprindo seu papel de difusão comercial de produtos e do outro os consumidores. Olhando para os consumidores mirins conseguimos ver pais inseguros em colocar limites na hora das compras e muitos outros buscando o equilíbrio entre agradar seu filho, mas no momento certo.

Eu entendo que a Educação Financeira Infantil é um caminho seguro para ensinar seu filho a consumir com responsabilidade. Abolir as campanhas publicitárias infantis não resolveria o problema do consumismo, por isso em 2012 aceitei participar da campanha “Somos Todos Responsáveis”, uma iniciativa da ABAP (Associação Brasileira de Agências de Publicidade). Convido-o a assistir ao meu vídeo clicando aqui.

O objetivo desse trabalho é partilhar a opinião de especialistas, pais e mães sobre a relação criança-publicidade promovendo a convivência sadia e responsável delas com a propaganda. Nomes como Mário Sérgio Cortella, Luiz Felipe Pondé, Içami Tiba, Lídia Aratangy e Roberto Shinyashiki também contribuíram para esse debate.

Após esse tempo com o site no ar e com base nos milhares de testemunhos e dúvidas de pais e mães que a campanha ouviu no site e na página do Facebook, foram elaboradas cartilhas onde essas questões foram respondidas pelos maiores especialistas do Brasil em Pedagogia e Educação Infantil.

As publicações abordam as principais questões ligadas a esse tema que estão sendo debatidas em todo o mundo, como a obesidade e o consumismo infantil. A campanha “Somos Todos Responsáveis” oferece a versão digital para download gratuito, nos links abaixo. A leitura é uma oportunidade de aprendizado para todos:

Como educadora, acredito que somente a educação deixa marcas fortes em nossas crianças e adolescentes para que eles no futuro não se tornem consumidores endividados, sem limites. A propaganda é também um dos meios para ensinarmos educação financeira para nossos filhos. Pense nisso!

Foto shopping child, Shutterstock.

Avatar
Aviso: Os textos assinados e publicados no Dinheirama.com não representam necessariamente a opinião editorial do Blog. Asseguramos a qualquer pessoa, empresa ou associação que se sentir atacada o direito de utilizar o mesmo espaço para sua defesa. Também ressaltamos que toda e qualquer informação ou análise contida neste blog não se constitui em solicitação ou oferta de seu autores para compra ou venda de quaisquer títulos ou ativos financeiros, para realização de operações nos mercados de valores mobiliários, ou para a aplicação em quaisquer outros instrumentos e produtos financeiros. Através das informações, dos materiais técnicos e demais conteúdos existentes neste blog, os autores não estão prestando recomendações quanto à sua rentabilidade, liquidez, adequação ou risco. As informações, os materiais técnicos e demais conteúdos existentes neste blog têm propósito exclusivamente informativo, não consistindo em recomendações financeiras, legais, fiscais, contábeis ou de qualquer outra natureza.

Comentários