Home Internet Quanto custa ter um filho? Gasto pode ultrapassar R$ 2 milhões

Quanto custa ter um filho? Gasto pode ultrapassar R$ 2 milhões

por Willian Binder
0 comentário

Quanto custa ter um filho? Gasto pode ultrapassar R$ 2 milhõesCriar um filho não é uma tarefa simples, disso sabemos, certo? Seja pelos exemplos que precisam ser passados ou pelos contínuos gastos ao longo de muitos anos, trata-se de um desafio bem grande. E é preciso encarar a realidade: embora a chegada de um filho seja um momento inesquecível, criar uma criança não sai nada barato para seus pais e/ou responsáveis.

Em pesquisa realizada pela Invent (Instituto Nacional de Vendas e Trade Marketing), constatou-se que os gastos para criar um filho até os 23 anos podem ultrapassar 2 milhões de reais, dependendo da classe social da família.

O presidente do instituto e responsável pelo levantamento de gastos, Adriano Maluf Amui, considerou a classe A com uma faixa salarial acima de R$ 25 mil por mês, a classe B com renda entre R$ 6 mil e R$ 25 mil, a classe C com um salário entre R$ 2 mil e R$ 6 mil e, finalmente, a classe D com menos de R$ 2 mil. Além das classes sociais, a pesquisa também foi dividida pelos tipos de gastos.

A categoria que consome maior parte da renda das famílias é a educação, representando 34% na classe A, 39% na classe B e 45% na classe C. Ao longo de 23 anos, uma família de classe B chega a gastar R$ 365,9 mil para dar melhores condições de estudo e ensino para um filho.

Os gastos levantados são variados, como “mesada” e “cursos diversos”, mas no geral os tipos de gastos abrangem as contas domésticas, como educação, lazer e entretenimento, reserva financeira, saúde, tendências e vestuário. Veja abaixo o valor gasto com um único filho em 23 anos em cada item, por classe social.

Custo de um único filho em 23 anos (em R$)

Tipo de gasto

Classe A

Classe B

Classe C

Classe D

Alimentação 115,2 mil 96 mil 45,8 mil 23 mil
Babá e adicional empregada doméstica 170,4 mil 151,2 mil zero zero
Energia, telefone e TV a cabo 59,4 mil 51 mil 15,6 mil 5.760
Alimentação escolar 46,8 mil 26,7 mil 15 mil zero
Berçário, ensino fundamental e médio e universidade 453,6 mil 206,4 mil 96 mil zero
Cursos diversos 56,5 mil 26,4 mil 16,8 mil zero
Materiais didáticos, livros, CDs e revistas 25,2 mil 21,6 mil 17,7 mil zero
Mesada 74,9 mil 52,4 mil 24 mil zero
Transporte 46,5 mil 32,4 mil 15,6 mil zero
Academia, clube e associações 56,8 mil 31,2 mil 14,4 mil zero
Cinemas, teatros e shows 30,2 mil 15,6 mil 9.600 4.800
Festas de aniversário 200,7 mil 24 mil 9.600 zero
Viagens, férias e passeios 133,2 mil 24 mil 5.200 zero
Fundos/investimentos 149,5 mil 28,8 mil 4.800 zero
Despesas diversas e farmácia 37,3 mil 21,2 mil 18,2 mil zero
Médicos particulares, pediatra e dentista 36,9 mil zero zero zero
Plano de saúde 83,5 mil 57,6 mil 56,4 mil zero
Brinquedos, informática, telefonia e novas tecnologias 160,7 mil 36,6 mil 15,6 mil zero
Roupas e calçados 148,8 mil 45 mil 26,8 mil 20,1 mil

Total

2,08 milhões

948,1 mil

407,1 mil

53,7 mil

Os gastos totais assustam?

Informações assim são importantes para dimensionarmos o quanto a educação financeira é importante para nossa formação, crescimento pessoal e familiar. O Dinheirama já publicou uma série de artigos que auxiliam o planejamento financeiro quando se tem filhos. Convido você a conferir:

Quer mais? Confira todos artigos publicados sob as tags filhos, família e criança. Nosso objetivo é contribuir para um saudável e produtivo debate em torno das finanças familiares, sempre com o objetivo de valorizar o dinheiro como instrumento de liberdade e qualidade de vida.

Se você tem filhos, por favor relate sua experiência no campo de comentários mais abaixo. Se não tem, conte-nos como esses dados influenciaram sua percepção sobre o tema. Até a próxima.

Fonte: Invent. Foto de freedigitalphotos.net.

O Dinheirama é o melhor portal de conteúdo para você que precisa aprender finanças, mas nunca teve facilidade com os números.

© 2024 Dinheirama. Todos os direitos reservados.

O Dinheirama preza a qualidade da informação e atesta a apuração de todo o conteúdo produzido por sua equipe, ressaltando, no entanto, que não faz qualquer tipo de recomendação de investimento, não se responsabilizando por perdas, danos (diretos, indiretos e incidentais), custos e lucros cessantes.

O portal www.dinheirama.com é de propriedade do Grupo Primo.