Home Empresas Quatro dicas para o dono do pequeno negócio planejar o futuro

Quatro dicas para o dono do pequeno negócio planejar o futuro

Se a gestão financeira da empresa se mistura com as finanças pessoais do empreendedor, atenção em dobro para não cair em armadilhas

por Agência Sebrae
0 comentário

Planejar o futuro da empresa é fundamental para garantir o sucesso e a sustentabilidade do pequeno negócio a longo prazo.

Por isso, o Sebrae preparou quatro dicas para que os empreendedores comecem agora a pavimentar o caminho que desejam trilhar.

Isso inclui o desenvolvimento e crescimento da empresa, a segurança financeira pessoal do empreendedor, o domínio sobre as questões financeiras, a constituição de reservas, entre outras ações.

1) Planejamento financeiro

O primeiro passo para um planejamento financeiro eficaz é entender a situação financeira atual da empresa. Para isso, o dono do pequeno negócio deve analisar as receitas, as despesas e o fluxo de caixa para identificar áreas de melhoria e oportunidades de crescimento.

Depois, é preciso saber aonde se quer chegar e estabelecer metas claras e alcançáveis. Essas metas podem ser atualizadas se a empresa conseguir aumentar as vendas ou reduzir despesas operacionais.

O próximo passo é desenvolver um orçamento detalhado que inclua todas as receitas e despesas da empresa.

É importante acompanhar regularmente o desempenho em relação ao orçamento e fazer ajustes conforme necessário em uma planilha, por exemplo.

Além disso, ele deve diversificar as fontes de receita para a empresa poder ajudar a proteger o negócio contra flutuações no mercado e aumentar sua estabilidade financeira a longo prazo.

Se a gestão financeira da empresa se mistura com as finanças pessoais do empreendedor, atenção em dobro para não cair em armadilhas que facilmente podem comprometer a saudabilidade da empresa e do bolso pessoal do empreendedor.

2) Constituição de reservas

O empresário deve reservar uma parte dos lucros da empresa para criar um fundo de emergência.

Essa reserva deve ser suficiente para cobrir despesas operacionais e pessoais por pelo menos três a seis meses em caso de dificuldades financeiras inesperadas.

Além da reserva de emergência, o empreendedor deve estabelecer metas de poupança para investimentos futuros, como expansão do negócio, compra de equipamentos ou fundo de aposentadoria.

Uma dica valiosa é automatizar as reservas ou economias: o empresário deve configurar transferências automáticas no próprio banco para reserva de emergência e para contas de investimento.

Por fim, é importante falar sobre dois temas cruciais: a aposentadoria do empreendedor e o desenvolvimento da empresa. Para isso, a seguir damos algumas dicas.

3) Aposentadoria do empreendedor

O empresário deve começar a planejar a aposentadoria o mais cedo possível. 

É muito importante que ele utilize as formas de investimento adequadas, que dependem de uma boa pesquisa sobre os diferentes veículos de investimento, como planos de previdência privada, fundos de investimento ou ações.

Ele precisa considerar a possibilidade de diversificar seus investimentos para reduzir o risco e aumentar o potencial de retorno.

4) Desenvolvimento da empresa

É importante continuar investindo em capacitação e desenvolvimento profissional, tanto para o empreendedor quanto para sua equipe.

Isso pode incluir cursos de capacitação, workshops, coaching ou mentorias. Manter-se atualizado e atento às tendências do mercado e às mudanças no ambiente de negócios é fundamental para o futuro do negócio.

Para ter um crescimento sustentável, ele deve evitar assumir riscos excessivos ou expandir muito rapidamente a empresa. A dica é sempre tentar manter um equilíbrio entre o crescimento do negócio e a estabilidade financeira.

Crédito Consciente

Se para planejar o futuro e alcançar as metas propostas for necessário acessar algum empréstimo, por meio da página Crédito Consciente, do Sebrae, o empreendedor tem toda a assistência para que possa viabilizar o acesso a crédito de forma segura. 

Além de conceder o aval necessário para as operações de crédito junto às instituições financeiras, o Sebrae oferecerá orientações para que o proprietário de um pequeno negócio inicie a sua jornada ampliando sua consciência e segurança na obtenção de um empréstimo.

Dinheirama

O Dinheirama é o melhor portal de conteúdo para você que precisa aprender finanças, mas nunca teve facilidade com os números.

© 2024 Dinheirama. Todos os direitos reservados.

O Dinheirama preza a qualidade da informação e atesta a apuração de todo o conteúdo produzido por sua equipe, ressaltando, no entanto, que não faz qualquer tipo de recomendação de investimento, não se responsabilizando por perdas, danos (diretos, indiretos e incidentais), custos e lucros cessantes.

O portal www.dinheirama.com é de propriedade do Grupo Primo.