Que bom que é HOJE. Já pensou nisso?Acho que a frase “a boca fala do que o coração está cheio” faz sentido em muitas situações. Digo isso, pois tenho percebido há algum tempo um movimento nas redes sociais do “Graças a Deus hoje é sexta!”. Tantas postagens e simpatizantes dessa citação levaram-me a pensar no sentido dos nossos dias.

Atrás dessa frase simples existem alguns sinais interessantes que demonstram o modo como vive muita gente, principalmente os jovens. Aspectos que podem ser discutidos e servirem de gatilho para uma melhoria pessoal.

Vamos a alguns pontos: o que leva uma pessoa a ficar ansiosa pela sexta-feira? Relaxar, é claro! Algo que é muito bom e merecido. Após uma semana de trabalho e estudo querermos e precisamos ficar com a família ou amigos, recarregar a bateria e colocar a vida em ordem.

Mas será que é isso mesmo para muitas pessoas? Acho que existem mais motivos implícitos detrás dessa necessidade do final de semana e esse foi o motivo da minha inquietação. Uma razão da euforia pelo final de semana pode ser o fato de que muita gente vive no automático, não gosta do seu trabalho, o nível de estresse é alto em seus dias úteis.

A sexta-feira é vista como um “oásis no deserto”. O perigo é quando esse oásis oferece bebida alcoólica, relações pessoais vazias, endividamento, paixões fast e riscos ao volante. Estou errada? Acho que infelizmente não…

O nível de descontentamento pessoal anda em alta e o que resta para muitos são esses comportamentos de risco. Tem gente vivendo o ciclo “dias úteis estressantes, final de semana empobrecido, segunda-feira entediada e ‘vamos esperar a sexta de novo!’”. Conhece alguém assim?

A expectativa de vida aumentou e quais as perspectivas para o futuro? Será que o imediatismo cotidiano provocou a cegueira sobre o que faz valer a pena? Até quando continuaremos vendo pessoas passivas diante da própria vida, onde só o que vale a pena é o final de semana regado a ilusões e empobrecimento?

Posso estar sendo rigorosa demais, mas a inércia que vejo todos os dias ao vivo, pela Internet e na TV, me incomoda bastante. É preciso colocar um sentido mais nobre em cada dia vivido e deixar a estupidez humana para traz. Isso é possível, pois também presencio muita gente boa construindo dias melhores. Precisamos aprender a olhar para o longo prazo e, para isso, viver o hoje com boa qualidade é o caminho.

Vamos procurar celebrar o “Que bom que é Hoje!”, espalhar por aí sorrisos e gentilezas. Ir ao encontro dos nossos sonhos, alinhar sentimentos e ações. O resultado? Saúde física, psicológica, espiritual e financeira. Com certeza essa paz conquistada lhe trará finais de semana que realmente valerão a pena!

Ótimos dias para todos! Até a próxima.

Foto de sxc.hu.

Avatar
Aviso: Os textos assinados e publicados no Dinheirama.com não representam necessariamente a opinião editorial do Blog. Asseguramos a qualquer pessoa, empresa ou associação que se sentir atacada o direito de utilizar o mesmo espaço para sua defesa. Também ressaltamos que toda e qualquer informação ou análise contida neste blog não se constitui em solicitação ou oferta de seu autores para compra ou venda de quaisquer títulos ou ativos financeiros, para realização de operações nos mercados de valores mobiliários, ou para a aplicação em quaisquer outros instrumentos e produtos financeiros. Através das informações, dos materiais técnicos e demais conteúdos existentes neste blog, os autores não estão prestando recomendações quanto à sua rentabilidade, liquidez, adequação ou risco. As informações, os materiais técnicos e demais conteúdos existentes neste blog têm propósito exclusivamente informativo, não consistindo em recomendações financeiras, legais, fiscais, contábeis ou de qualquer outra natureza.

Comentários