Diariamente, sou questionado por pessoas de todo o país sobre: “O que fazer para enriquecer?”.  A maior parte delas espera receber uma fórmula mágica, uma receita de bolo ou dica infalível que irá torná-las ricas quase que instantaneamente.

Todo mundo quer ter uma conta bancária gorda, um carro importado, uma casa de luxo, mas quase ninguém está disposto a pagar o preço. Quando eu falo em pagar o preço, não estou me referindo ao valor monetário que será gasto para a aquisição de cada um desses bens.

Pagar o preço significa, antes de tudo, estar disposto a fazer o que for preciso para alcançar os seus objetivos, independentemente do quanto esforço e tempo isso exigirá de você.  O preço, portanto, não é medido em reais ou dólares, mas sim em horas de dedicação.

Warren Buffett já dizia: “Se você está sentado na sombra agora é porque alguém plantou uma árvore há muito tempo atrás”. O que a maioria das pessoas não se dá conta é que, salvo raríssimas exceções, caso queiramos desfrutar da sombra, precisamos plantar nossa própria árvore.

Vejo muita gente que fica esperando os familiares, os amigos e até mesmo os chefes ajudarem a plantar a tal da árvore. Se esse é seu caso, sugiro que trate de comprar um protetor solar, pois se depender dessa sombra, você passará o resto da sua vida embaixo do sol.

Eu, você e cada uma das pessoas que está lendo esse texto agora somos responsáveis pela nossa vida, pelo nosso futuro, pelos nossos resultados e, claro, por plantar a nossa própria árvore.

Leitura recomendada: 5 erros que podem acabar com o seu sonho de ficar rico

Tem uma frase que gosto de utilizar nas minhas palestras que diz assim: “Existe uma coisa que ninguém pode fazer por você: a sua parte”. Essa frase trás consigo uma verdade poderosa e incontestável: nós somos os responsáveis pelo que acontece conosco.

Infelizmente, muitas pessoas tentam fugir dessa realidade como forma de se auto sabotar. O que essas pessoas conseguem não é nada mais do que obter resultados medíocres e passar a vida esperando por um golpe de sorte na loteria ou por um tio podre de rico falecer e o deixar como único beneficiário.

Essas pessoas gostariam de ser ricas, afinal, quem não gostaria? Mas certamente, elas não estão dispostas a se esforçar para atingir seus objetivos profissionais e financeiros.  Como tudo na vida, tal postura trás consequências. Dentre elas, podemos citar um futuro profissional sem grandes conquistas e uma vida financeira repleta de limitações e com poucos sonhos realizados.

Talvez você esteja se perguntando: “Mas é fácil conseguir tudo que eu quero?”. Claro que não! Afinal, o que é fácil hoje em dia? Mas uma coisa eu te digo: apesar das dificuldades, vale a pena! Você está disposto a pagar o preço?

Foto “Motivated man”, Shutterstock.

Samuel Magalhães
Aviso: Os textos assinados e publicados no Dinheirama.com não representam necessariamente a opinião editorial do Blog. Asseguramos a qualquer pessoa, empresa ou associação que se sentir atacada o direito de utilizar o mesmo espaço para sua defesa. Também ressaltamos que toda e qualquer informação ou análise contida neste blog não se constitui em solicitação ou oferta de seu autores para compra ou venda de quaisquer títulos ou ativos financeiros, para realização de operações nos mercados de valores mobiliários, ou para a aplicação em quaisquer outros instrumentos e produtos financeiros. Através das informações, dos materiais técnicos e demais conteúdos existentes neste blog, os autores não estão prestando recomendações quanto à sua rentabilidade, liquidez, adequação ou risco. As informações, os materiais técnicos e demais conteúdos existentes neste blog têm propósito exclusivamente informativo, não consistindo em recomendações financeiras, legais, fiscais, contábeis ou de qualquer outra natureza.

Comentários