Home Agronegócio Raízen busca locais para uma fábrica de combustível de aviação sustentável no Brasil

Raízen busca locais para uma fábrica de combustível de aviação sustentável no Brasil

A Raízen disse que precisa de um parceiro para garantir a tecnologia para a fábrica

por Reuters
0 comentário

A Raízen (RAIZ4), maior produtora de etanol de cana-de-açúcar do mundo, está explorando locais no Brasil para uma fábrica de combustível de aviação sustentável (SAF) à base de etanol, com o objetivo de construir a segunda unidade do tipo do mundo.

O projeto proposto produziria pelo menos 33,3 milhões galões americanos por ano de SAF usando etanol, em vez de resíduos de biomassa, disse Paulo Neves, vice-presidente comercial da Raizen, à Reuters, nos bastidores da conferência de energia CERAWeek, na quinta-feira.

“Não há óleo de cozinha usado ou sebo suficiente disponível no mundo para produzir todo o SAF que é demandado”, disse Neves.

O papel do Brasil como grande produtor de etanol o posiciona para se tornar também um produtor de SAF.

“Estudamos até mesmo o local, estudamos as condições que são necessárias nesse local para construí-lo“, disse ele. Neves não revelou o local em potencial.

A Raízen disse que precisa de um parceiro para garantir a tecnologia para a fábrica.

(Imagem: hoeldino/Pixabay)
(Imagem: hoeldino/Pixabay)

A primeira fábrica de produção comercial de SAF à base de etanol, a instalação Freedom Pines Fuels da LanzaJet Inc, foi inaugurada em Soperton, Geórgia, em janeiro, e tem como objetivo produzir 9 milhões de galões de SAF em seu primeiro ano, informou o Departamento de Energia dos EUA.

O SAF pode custar cinco vezes mais que o combustível convencional e representa apenas 0,2% do mercado de combustível de aviação.

O Dinheirama é o melhor portal de conteúdo para você que precisa aprender finanças, mas nunca teve facilidade com os números.

© 2024 Dinheirama. Todos os direitos reservados.

O Dinheirama preza a qualidade da informação e atesta a apuração de todo o conteúdo produzido por sua equipe, ressaltando, no entanto, que não faz qualquer tipo de recomendação de investimento, não se responsabilizando por perdas, danos (diretos, indiretos e incidentais), custos e lucros cessantes.

O portal www.dinheirama.com é de propriedade do Grupo Primo.