As dificuldades econômicas do Brasil retratadas ao longo dos últimos meses parecem afugentar os investidores dos produtos de mais risco. A inflação subindo cada vez mais ao nos últimos meses obrigou o Banco Central a manter a política de elevação dos juros e consequentemente fez com que os produtos de renda fixa ganhassem novos adeptos rapidamente.

Um dos investimentos que nesse momento mais chama a atenção dos investidores são os Certificados de Depósito Bancários, os conhecidos CDBs.

O Certificado de Depósito Bancário é um título privado emitido por bancos, com o objetivo de captar recursos para financiar as atividades como a concessão de crédito. Com o dinheiro do CDB, o banco pode emprestar para seus clientes de diversas formas.

O CDB pode ser pós-fixado ou pré-fixado, entenda a diferença:

CDB-Pós Fixado

Geralmente, tem a remuneração atrelada a um percentual do CDI e, como o CDI é um índice previsível, é possível estimar o valor que será resgatado no seu vencimento. Este é o CDB mais procurado pelos investidores.

O CDI, ou Certificado de Depósito Interbancário, é um índice de referência muito utilizado no mercado. Representa a taxa de juros média a que estão sendo negociados os empréstimos entre os bancos. É um indicador próximo da Selic, a taxa básica de juros da economia.

Os CDBs pós fixados são os mais indicados quando os juros estão em tendência de alta, porque a rentabilidade acompanha a elevação dos juros.

Um outro tipo de CDB pós-fixado é o que tem a remuneração atrelada a um índice de inflação, geralmente o IPCA. No caso deste CDB, além do IPCA, o investidor também é remunerado com juros, para que a rentabilidade fique acima da inflação.

O IPCA, Índice de Preços ao Consumidor Amplo, é o índice oficial de inflação do Brasil. É calculado e divulgado mensalmente pelo IBGE.

CDB pré-fixado

Os CDBs pré-fixados são relativamente mais simples de entender, o investidor já saberá a rentabilidade e o valor do resgate no momento da aplicação. Esse tipo de CDB é o mais indicado para momentos onde os juros estejam em queda.

Imposto de Renda

No CDB, o IR incide sobre o total dos rendimentos, e a alíquota é regressiva, variando de acordo com o prazo do investimento. Quanto mais tempo o dinheiro fica aplicado, menor é o imposto de renda.

O IR é retido na fonte, ou seja, o valor que você vai receber na sua conta já é liquido do imposto.

Aproveite a oportunidade

Você percebeu as vantagens do CDB, a Órama parceira de conteúdo do Dinheirama, oferece a você até o dia 23/06 a oportunidade de investir em um CDB pré-fixado com 116% do CDI (Clique e descubra). A oportunidade é extremamente interessante pois tem investimento inicial de R$ 5mil, valor muito acessível para esse tipo de produto.

A nosso pedido, o sócio diretor da Órama Habib Nacif gravou um vídeo especial sobre o tema CDB, com mais informações e diferenciais do produto, acompanhe:

Investir é o caminho mais indicado para quem quer construir um futuro mais tranquilo. A Órama abre caminho e oferece a todos as condições e oportunidades exclusivas que só os grandes investidores tinham acesso.

Até a próxima!

Nota: Esta coluna é mantida pela Órama, que contribui para que os leitores do Dinheirama possam ter acesso a conteúdo gratuito de qualidade.

Foto: Modern people doing business, Shutterstock.

Parceiro de Conteúdo
Aviso: Os textos assinados e publicados no Dinheirama.com não representam necessariamente a opinião editorial do Blog. Asseguramos a qualquer pessoa, empresa ou associação que se sentir atacada o direito de utilizar o mesmo espaço para sua defesa. Também ressaltamos que toda e qualquer informação ou análise contida neste blog não se constitui em solicitação ou oferta de seu autores para compra ou venda de quaisquer títulos ou ativos financeiros, para realização de operações nos mercados de valores mobiliários, ou para a aplicação em quaisquer outros instrumentos e produtos financeiros. Através das informações, dos materiais técnicos e demais conteúdos existentes neste blog, os autores não estão prestando recomendações quanto à sua rentabilidade, liquidez, adequação ou risco. As informações, os materiais técnicos e demais conteúdos existentes neste blog têm propósito exclusivamente informativo, não consistindo em recomendações financeiras, legais, fiscais, contábeis ou de qualquer outra natureza.

Comentários