Você quer ficar rico? Claro, todo mundo quer! Até muitos daqueles que juram que “não fazem muita questão do dinheiro” (mas adoram comprar). Ter dinheiro para uma vida confortável é algo que, no fim, todos queremos.

Mas a pergunta que você precisa se fazer é: “estou disposto a fazer o necessário para ficar rico”? Pois é… A maioria das pessoas quer o bônus, mas não o ônus. Todos querem direitos, mas poucos encaram os deveres.

Ebook gratuito recomendado: Freelancer – Liberdade com muito trabalho e resultados

Tem que ralar!

Não adianta chorar, a verdade é uma só: não basta ter ótimas intenções, é preciso muito sangue e suor para fazer acontecer. Repetir para si mesmo “eu nasci para ser rico” não vai fazer com que seja um.

Acredite, até para o cara ser bandido ou político, ele tem que se esforçar em algum ponto e, claro, pagar o preço pela maneira como enriqueceu. Acredite, TUDO tem um preço. Talvez herdeiros tenham menos trabalho, mas esses,  costumam perder tudo.

Herdeiros que mantém ou multiplicam o patrimônio, ralam bastante. Então, tire essa ideia de “atalho” ou “caminho fácil” para ganhar dinheiro, isso não existe.

E o velho ditado ainda reforça: “o que vem fácil, vai fácil”. Observe quantos ganhadores da loteria que ficaram pobres. Sim, talvez a loteria seja o jeito que exija menos trabalho, mas ainda sim, exige que compre o bilhete e pague por ele.

Quem não arrisca…

Já dizia o velho ditado: quem não arrisca, não petisca. Já falei isso em outros textos: todo mundo quer ser o Steve Jobs (que Yoda o tenha), mas a absoluta maioria não está disposta a se arriscar como ele fez.

O grande João Kepler, a quem tive a honra de me tornar amigo, me disse em um vídeo que gravamos juntos: “o cara quer que eu invista na ideia dele, mas não arrisca o próprio dinheiro. Então, porque eu faria isso?”

Vídeo recomendado: Renato de Vuono entrevista João Kepler, Investidor-Anjo e Empreendedor 

Entendeu o ponto? Só colhe grandes resultados quem arrisca na mesma proporção. O retorno é proporcional ao investimento e ao esforço colocado em cima de tudo, e não adianta espernear!

Comece mudar a mentalidade

A primeira mudança é mental. Se não trabalhar sua cabeça para pensar como rico, jamais será rico. Nosso mindset pode ser um grande herói ou o pior vilão de nossa vida. Repita muito a mesma coisa, e ela se tornará verdade.

Reclame todo dia que a vida é dura, difícil e nada dá certo para você, que isso se tornará sua sina. Seja otimista, trabalhe duro e agradeça por suas conquistas, que um ciclo virtuoso se formará.

Mesmo que seja virtuoso, as coisas não podem dar errado? Podem e darão! Mas, pessoas com mentalidade rica vêem os tropeços com um valioso aprendizado, se levantam, e seguem o jogo.

Leitura recomendada: Sua mentalidade, suas finanças e a sua vida: cuide dos seus pensamentos

Seja um otimista incorrigível

Meu saudoso avô brincava que, eu e ele, se pisássemos em um monte de estrume na rua, sairíamos em busca do cavalo.

Sim, sempre fomos otimistas incorrigíveis! Em vez de lamentar a má sorte de “pisar na m…”, pense que pode haver um cavalo por aí, esperando para ser laçado e gerar dinheiro.

Só não confunda ser otimista com ser bobo alegre. Ser otimista é enxergar oportunidades onde a maioria só vê problemas e não perder a confiança, mesmo nos piores cenários. É acreditar que tudo vai dar certo e (muito importante) ralar para que dê certo mesmo.

Rir a toa e ficar esperando que tudo vai dar certo, simplesmente, porque você “é otimista”, mas não tirar a bunda da cadeira; isso é ser bobo alegre. Ser realista é uma das principais características de um otimista bem sucedido.

Conclusão

Faça chover! Saia da zona de conforto. Navegue em águas desconhecidas e faça hoje! Se deixar para amanhã, talvez nunca faça. Acredite e lute, não tem outro caminho. Eu até falaria que sinto muito se o texto não te ensinou a ficar “rico em 5 minutos”, mas a verdade, eu não sinto.

Eu lamento que haja pessoas que acreditam nisso, até porque, seu eu soubesse a fórmula, eu não a ensinaria para ninguém. Desejo a você uma vida plena e próspera. Ótimo fim de semana, e nos vemos segunda!

Renato De Vuono
Aviso: Os textos assinados e publicados no Dinheirama.com não representam necessariamente a opinião editorial do Blog. Asseguramos a qualquer pessoa, empresa ou associação que se sentir atacada o direito de utilizar o mesmo espaço para sua defesa. Também ressaltamos que toda e qualquer informação ou análise contida neste blog não se constitui em solicitação ou oferta de seu autores para compra ou venda de quaisquer títulos ou ativos financeiros, para realização de operações nos mercados de valores mobiliários, ou para a aplicação em quaisquer outros instrumentos e produtos financeiros. Através das informações, dos materiais técnicos e demais conteúdos existentes neste blog, os autores não estão prestando recomendações quanto à sua rentabilidade, liquidez, adequação ou risco. As informações, os materiais técnicos e demais conteúdos existentes neste blog têm propósito exclusivamente informativo, não consistindo em recomendações financeiras, legais, fiscais, contábeis ou de qualquer outra natureza.

Comentários