Home Empresas Sabesp revela prospecto da oferta de ações; veja documento e vídeo

Sabesp revela prospecto da oferta de ações; veja documento e vídeo

Operação poderá movimentar em torno de R$ 16,5 bilhões, considerando o valor de fechamento de R$ 74,85 de sexta-feira

por Gustavo Kahil
3 min leitura
No início do mês, o governo de Tarcísio de Freitas lançou um guia informativo sobre a desestatização da Sabesp
(Imagem: Daniel Guimarães/A2img/Flickr/ Estado de São Paulo)

A oferta pública de ações da Sabesp (SBSP3), que resultará na privatização da estatal paulista, poderá movimentar em torno de R$ 16,5 bilhões, considerando o valor de fechamento de R$ 74,85 desta sexta-feira (21).

O governo estadual detém atualmente 50,3% da Sabesp e espera manter uma participação minoritária de 18% na empresa, enquanto uma fatia de 17% será ofertada para o mercado em geral.

A operação movimentará 191,7 milhões de ações e um lote suplementar de 28,8 milhões de ações.

O coordenador líder da operação será o BTG Pactual. Os demais coordenadores serão Bank of America, Citigroup, UBS BB, Itaú BBA, Bradesco, Goldman Sachs, J.P. Morgan, Morgan Stanley, Safra, Santander e XP Investimentos.

De acordo com a secretária estadual de Meio Ambiente, Infraestrutura e Logística, Natalia Resende, o investidor de referência escolhido para deter uma participação de 15% na Sabesp será divulgado em 16 de julho (veja vídeo abaixo).

Estes investidores, contudo, não poderão movimentar as suas ações até 31 de dezembro de 2029 em um prazo de “lock-up”.

Prazos para os investidores

O investidor de referência escolhido para deter uma participação de 15% na Sabesp será divulgado em 16 de julho. O início das reservas para os investidores pessoas físicas e gerais será em 1º e o encerramento em 15 de julho.

A fixação do preço por ação será conhecida no dia 18 de julho. O início da negociação das novas ações acontecerá no dia 19.

Analistas projetam as ações da Sabesp a um valor de até R$ 135, como consequência do plano de privatização. O valor está cerca de 80% acima do negociado atualmente.

Interessados na Sabesp

Entre os investidores interessados na oferta de ações da Sabesp, estão a empresa de saneamento Aegea e a Equatorial Energia (EQTL3), informaram nesta sexta-feira três fontes à Reuters. O empresário Nelson Tanure também chegou a analisar a possibilidade, mas não deve entrar na disputa, de acordo com as fontes.

O governo de São Paulo aprovou na véspera os últimos detalhes envolvendo a oferta, como o preço mínimo e a cobertura mínima para a operação, que só serão divulgados após a liquidação.

Na ocasião, a gestão estadual também adicionou uma condição que dá direito ao “right to match”, que permite ao investidor com menor preço ponderado ao final do “bookbuilding”, se tiver maior valor do book, igualar sua proposta à do concorrente e vencer a disputa.

Segundo o governo, isso “permitirá maximizar ainda mais o retorno financeiro do Estado de SP e garantir a escolha do melhor investidor”.

Na semana que vem, a empresa inicia seu “roadshow” internacional para apresentar seu modelo de oferta de ações e projetos de desestatização, concessões e parcerias do Estado, começando pelos Estados Unidos, e, na sequência Europa e Brasil.

“Sempre no intuito de esclarecer, de tirar dúvidas, de mostrar todo o projeto que foi feito, explicar o modelo, na linha do que a gente já vem fazendo”, afirmou Resende.

O processo de privatização da Sabesp tem sido marcado por protestos contrários à decisão da gestão do governador Tarcísio de Freitas (Republicanos). O Estado de São Paulo diz que a desestatização da companhia vai viabilizar a universalização do saneamento básico e reduzir tarifas.

Veja o prospecto

(Com Reuters)

O Dinheirama é o melhor portal de conteúdo para você que precisa aprender finanças, mas nunca teve facilidade com os números.

© 2024 Dinheirama. Todos os direitos reservados.

O Dinheirama preza a qualidade da informação e atesta a apuração de todo o conteúdo produzido por sua equipe, ressaltando, no entanto, que não faz qualquer tipo de recomendação de investimento, não se responsabilizando por perdas, danos (diretos, indiretos e incidentais), custos e lucros cessantes.

O portal www.dinheirama.com é de propriedade do Grupo Primo.