A partir de agora o Dinheirama começa um especial sobre crédito.

Nosso objetivo é tirar suas dúvidas sobre este tema que parece tão cabuloso e preocupante, mas que pode ser muito mais simples do que você imagina!

Para isso, também contaremos com informações do Serasa Consumidor, que participa deste especial visando ampliar a sua educação financeira.

Neste primeiro texto falaremos sobre Score. Você sabe o que é? Tem ideia de qual é o seu no momento? Entende a sua importância quando se trata da tomada de crédito? Ufa, quantas perguntas! Vamos lá?

O que é

O score de crédito é uma pontuação que vai de 0 a 1000, sendo que, quanto mais alto, maiores as chances de você honrar compromissos financeiros nos próximos 12 meses e ter acesso a crédito.

O contrário acontece quanto mais baixo for o score. A pontuação é calculada estatisticamente e leva em conta informações sobre hábitos de pagamento, relacionamento do cidadão com o mercado de crédito, e outros dados que podem abranger desde a região onde você mora, idade, pagamentos de conta em dia e quantidade de títulos protestados em determinado período.

Em muitas economias em todo o mundo o score de crédito é utilizado para análise de risco, mas há outros modelos também que podem ser usados de acordo com a necessidade de cada instituição.

O Serasa Score é uma das alternativas existentes e muito utilizadas, e você pode consultar o seu score gratuitamente pela internet.

Como os modelos variam, pode ser que a sua pontuação também varie entre os credores de acordo com o modelo utilizado, ok? Pronto para saber o seu? Basta clicar aqui.

Por que dar atenção ao score?

Você se lembra de quando pediu aquele cartão de crédito sem anuidade e obteve uma negativa porque disseram que seu score era baixo? Ou quando não pôde ter acesso a um financiamento com juros mais baixos pela mesma razão?

Pois então, normalmente as empresas que concedem crédito ao consumidor, como comércio, bancos, financeiras, e etc. utilizam esta pontuação no momento em que têm que fazer uma avaliação, por isso é tão importante cuidar bem do seu score.

Inclusive, muitas vezes o valor dos juros que você vai pagar em um financiamento pode variar de acordo com este número.

Quando uma empresa considera que você é um bom pagador e tem grandes chances de honrar suas dívidas, pode decidir conceder taxas melhores ao financiá-lo por exemplo.

Já quando o seu score não ajuda e as empresas acreditam que será mais complicado pagar, pode ser que elas não concedam crédito ou que cobrem juros mais altos por conta do risco potencial.

E como aumentar o score?

É importante saber que felizmente o score muda o tempo todo, e é avaliado no momento da consulta. Há algumas formas, porém, que podem ajudá-lo a dar aquela “revigorada” no seu score.

Muitas delas você já deve saber porque fazem parte dos ensinamentos de uma boa educação financeira. Para ajudar, separamos algumas dicas que o Serasa Consumidor disponibiliza. Confira!

  1. Procure pagar as contas em dia
  2. Mantenha seus dados cadastrais atualizados
  3. Avalie abrir seu cadastro positivo, que mostra a sua reputação como pagador
  4. Tenha cuidado para não comprometer mais de 20% das suas receitas com dívidas
  5. Procure manter o nome limpo
  6. Tenha uma reserva de emergência, a qual será fundamental em certos momentos
  7. Procure pagar o valor total das faturas de cartão de crédito, pois os juros costumam ser abusivos
  8. Reduza gastos desnecessários e mantenha um padrão de vida que esteja dentro do seu orçamento

Como você pode ver, muitos destes itens nós constantemente já falamos aqui no Dinheirama.

Quanto mais você conseguir colocar a educação financeira em prática, melhores as chances de não se endividar, conseguir equilíbrio nas contas e manter o score bem cuidado. Por isso, se o seu score não estiver grandes coisas atualmente, fique tranquilo e não desista!

Hoje é o primeiro dia para começar a acertar toda a situação se necessário, combinado?

Nos próximos textos do Especial Crédito falaremos sobre como é possível limpar o nome, escolher crédito de forma inteligente, e estar por dentro das opções de crédito trazidas pelas fintechs da área. Até lá!

Redação Dinheirama
Aviso: Os textos assinados e publicados no Dinheirama.com não representam necessariamente a opinião editorial do Blog. Asseguramos a qualquer pessoa, empresa ou associação que se sentir atacada o direito de utilizar o mesmo espaço para sua defesa. Também ressaltamos que toda e qualquer informação ou análise contida neste blog não se constitui em solicitação ou oferta de seu autores para compra ou venda de quaisquer títulos ou ativos financeiros, para realização de operações nos mercados de valores mobiliários, ou para a aplicação em quaisquer outros instrumentos e produtos financeiros. Através das informações, dos materiais técnicos e demais conteúdos existentes neste blog, os autores não estão prestando recomendações quanto à sua rentabilidade, liquidez, adequação ou risco. As informações, os materiais técnicos e demais conteúdos existentes neste blog têm propósito exclusivamente informativo, não consistindo em recomendações financeiras, legais, fiscais, contábeis ou de qualquer outra natureza.

Comentários