Home Agronegócio Seca no Vietnã preocupa cafeicultores e afeta preços do café

Seca no Vietnã preocupa cafeicultores e afeta preços do café

As previsões para a colheita da próxima temporada no Vietnã, o segundo maior produtor de café do mundo, continuam sombrias

por Reuters
3 min leitura

Os cafeicultores vietnamitas foram duramente atingidos este ano pela pior seca em quase uma década, aumentando as preocupações sobre os preços do produto, mesmo que alguns agricultores mantenham uma lavoura saudável com contramedidas.

As previsões para a colheita da próxima temporada no Vietnã, o segundo maior produtor de café do mundo, continuam sombrias.

A Mercantile Exchange of Vietnam (MVX) espera uma queda de 10% a 16% na produção devido ao calor extremo que atingiu a região cafeeira do Planalto Central entre março e o início de maio, de acordo com o vice-diretor Nguyen Ngoc Quynh.

Entretanto, o retorno das chuvas nas últimas semanas melhorou as perspectivas, aumentando a confiança dos agricultores e das autoridades. Mas ainda não está claro se a melhora do clima ajudará a aumentar a produção e a baixar os preços dos grãos robusta, variedade da qual o Vietnã é o maior produtor mundial.

“Espero que a produção do país caia de 10% a 15%, mas minha fazenda aumentará a produção”, disse Nguyen Huu Long, que cultiva café em uma plantação de 50 hectares em Gia Lai, uma das principais províncias produtoras de café do Vietnã.

Para proteger suas árvores durante a onda de calor, ele manteve o solo ao redor das plantas úmido, cobrindo-o com folhas. Ao contrário da prática local de cortar as árvores após alguns anos para melhorar a qualidade do solo, ele mantém o cultivo por décadas.

Como resultado, as plantas têm raízes mais profundas e acesso mais amplo às reservas subterrâneas de água.

Os agricultores de sua plantação também amolecem o solo ao redor das plantas para melhorar a absorção da água da chuva e dos fertilizantes, disse Doan Van Thang, 39 anos.

Tran Thi Huong, um agricultor arrendatário que trabalha em outra plantação a 20 km de Pleiku, capital de Gia Lai, recorreu ao uso de mais água do que o normal. Graças às abundantes reservas dos canais construídos pelas autoridades locais, ela pôde manter suas plantas suficientemente irrigadas durante a onda de calor.

As cerejas do café estão menores do que nos anos anteriores, mas ela espera que a produção geral não seja afetada. Também ajudou o fato de ela ter intervindo oportunamente com biopesticidas contra insetos que eram mais numerosos do que o normal devido ao clima extremo.

Isso está de acordo com a previsão do Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA), que estima que a próxima safra do Vietnã será praticamente estável em relação à produção da temporada atual — muito menos pessimista do que as projeções locais.

O Dinheirama é o melhor portal de conteúdo para você que precisa aprender finanças, mas nunca teve facilidade com os números.

© 2024 Dinheirama. Todos os direitos reservados.

O Dinheirama preza a qualidade da informação e atesta a apuração de todo o conteúdo produzido por sua equipe, ressaltando, no entanto, que não faz qualquer tipo de recomendação de investimento, não se responsabilizando por perdas, danos (diretos, indiretos e incidentais), custos e lucros cessantes.

O portal www.dinheirama.com é de propriedade do Grupo Primo.