Liberdade financeiraUma pausa nas finanças. De volta ao dia 11 de setembro de 2001, a convite do Cobra. O dia tinha tudo para ser absolutamente normal, repleto de muito trabalho. Fazia calor, muito calor. Eu estava em Volta Redonda (RJ), participando de um evento dentro da CSN. Era o primeiro dia da exposição, era a minha primeira participação neste evento. Como em poucas situações na minha vida, nunca mais esqueci o que aconteceu. E nem vou esquecer.

Numa espantosa ação coordenada e tendo como armas grandes jatos comerciais seqüestrados (carregados de combustível), terroristas lançaram na terça-feira, 11 de setembro de 2001, um gigantesco e devastador ataque contra os Estados Unidos. Contra a paz.

Como eu, muitos americanos sairam para trabalhar. Não como eu, nem todos voltaram para casa. As torres gêmeas ruíram diante de meus olhos. Silêncio. Eu não conhecia a palavra blog, não me interessava tanto por investimentos e não tinha maturidade suficiente para falar de dinheiro. Caro leitor, em seis anos pude reinventar-me tantas vezes que passei a merecer seu seu respeito e este espaço. E você, como passou estes últimos seis anos?

De sonho a realidade, da realidade ao futuro. Pena que não foi assim para aqueles muitos colegas de trabalho. Gente como eu, como você. Gente comum, heróis anônimos do dia-a-dia. O mínimo que posso fazer é prestar-lhes solidariedade através deste artigo e de um convite: onde você, leitor, estava no dia 11 de setembro? O que estava fazendo há exatos seis anos? Deixe seu comentário, escreva mais sobre isso no seu blog, valorize a oportunidade que eles, infelizmente, não tiveram. Além do Cobra, Bender, Inagaki e Slonik já se manifestaram.

Hoje ainda: publicação da segunda parte do artigo sobre fundos de investimento.

Conrado Navarro
Aviso: Os textos assinados e publicados no Dinheirama.com não representam necessariamente a opinião editorial do Blog. Asseguramos a qualquer pessoa, empresa ou associação que se sentir atacada o direito de utilizar o mesmo espaço para sua defesa. Também ressaltamos que toda e qualquer informação ou análise contida neste blog não se constitui em solicitação ou oferta de seu autores para compra ou venda de quaisquer títulos ou ativos financeiros, para realização de operações nos mercados de valores mobiliários, ou para a aplicação em quaisquer outros instrumentos e produtos financeiros. Através das informações, dos materiais técnicos e demais conteúdos existentes neste blog, os autores não estão prestando recomendações quanto à sua rentabilidade, liquidez, adequação ou risco. As informações, os materiais técnicos e demais conteúdos existentes neste blog têm propósito exclusivamente informativo, não consistindo em recomendações financeiras, legais, fiscais, contábeis ou de qualquer outra natureza.

Comentários