Home Finanças Pessoais Preciso sempre querer mais? Não posso estar satisfeito?

Preciso sempre querer mais? N√£o posso estar satisfeito?

por Renato De Vuono
3 min leitura

Recentemente recebi um e-mail curioso cujo o assunto era “Tem algo errado em ser med√≠ocre?” ‚Äď quem me mandou foi o Edm√≠lson, que, infelizmente, n√£o disse mais nada sobre ele.

O assunto me chamou a atenção e li todo o texto, que não era muito longo. Em resumo, o nosso leitor me questionou o seguinte:

“Acompanho seus textos e v√≠deos desde o Caf√© com Finan√ßas e sempre gostei da maioria deles, mas percebo que voc√™s (educadores financeiros) sempre falam de sucesso, ganhar mais e mais, n√£o se acomodar e isso me perturba um pouco. Quer dizer que n√£o posso estar satisfeito com minha vida, preciso sempre querer mais?‚ÄĚ

Como √© de costume, respondi o e-mail com um sonoro ‚ÄúN√£o‚ÄĚ. Voc√™ n√£o precisa e, para mim, nem deve querer sempre mais. Ali√°s, √© um enorme privil√©gio estar satisfeito com sua vida. A maioria absoluta de n√≥s vai passar a exist√™ncia toda procurando exatamente essa satisfa√ß√£o.

Ferramenta gratuita recomendada: Dinheirama Organizze ‚Äď Controle financeiro que faz sentido

Contentamento e felicidade

Isso me leva a um conceito que, sempre que eu tenho chance, trago para a pauta, que √© a no√ß√£o de “felicidade versus contentamento”. E, numa dessas coincid√™ncias da vida, certa vez li uma entrevista com o cantor brit√Ęnico Billy Joel e ele disse algo assim:

“Estou contente com minha vida, e n√£o h√° nada errado nisso. Felicidade √© um estado extremo, como a tristeza. Ningu√©m fica feliz nem triste o tempo todo, pois simplesmente n√£o √© natural.

O mundo ocidental tem avers√£o ao contentamento pois o confundem com comodismo, da√≠ essa frustra√ß√£o geral pois a busca se concentra em algo idealizado e muito ef√™mero, quando o contentamento √© algo real e que pode ser duradouro. Estou contente com minha vida, pois sabemos como a condi√ß√£o humana pode ser miser√°vel”

Houve alguma licença poética, pois não me lembro exatamente do que ele disse, mas a essência está aí. Isso, por si só, já responde ao e-mail do amigo Edmílson e o que eu, Renato, penso sobre o assunto.

Falamos repetidamente sobre gratidão, mas é impossível ser grato sem estar satisfeito. E há de fato essa neurose coletiva sobre estar satisfeito com o que se tem. Ao mesmo tempo que se fala muito de gratidão, muito pouco se pratica; sempre querer mais e melhor é visto como padrão de comportamento esperado.

Leitura recomendada: 10 dicas para alcançarmos educação financeira e qualidade de vida

N√£o minta para si mesmo

√Č importante tamb√©m n√£o mentir para si mesmo. N√£o adianta repetir mil vezes que est√° satisfeito com o que tem, que suas aspira√ß√Ķes param por a√≠, mas a todo momento amaldi√ßoar aqueles que conquistam mais do que voc√™ ou reclamar da vida, do governo, da falta de dinheiro e por a√≠ vai.

Se você está de fato contente, não há do que reclamar. Não há porque se vitimizar se a vida é boa, e ponto!

Portanto, se acomodar não tem nada de errado, desde que esta decisão seja genuína e se tenha em mente que se há benesses, claro que também existem consequências. Caso esteja tudo bem com os dois lados da moeda, vida plena é o que vale.

Estar contente não é acomodar-se

Ao mesmo tempo que acomodar-se não é errado e nem ruim, estar contente não significa (nem de longe) acomodar-se. Falando de mim: embora eu não seja financeiramente o cara mais rico do bairro, nem sequer do prédio em que moro, do ponto de vista material, sou uma pessoa satisfeita.

Mesmo com a plena consci√™ncia que n√£o posso ter tudo, eu e minha esposa j√° conquistamos muito al√©m de nossos sonhos. Quando perguntado “o que quero ganhar de anivers√°rio?”, minha resposta √© sempre a mesma: “n√£o sei, me surpreenda”.

Sei que parece demagogia, mas, do alto dos meus quase 40 anos, para mim ficou claro que, depois de determinado ponto, carro bom é aquele que proporciona conforto, segurança, seja confiável e custe pouco para manter.

Vinho bom √© aquele que eu gosto, e n√£o o que o “master bonz√£o dos vinhos” diz que √© o melhor. O sommelier pode entender de vinho, mas n√£o entende lhufas do meu paladar e da minha vida.

Vídeo recomendado: Sonhar para investir: que papo é esse?

Mais do que ter, eu quero ser

Assim, do ponto de vista material, pode me chamar de acomodado (isso n√£o seria mentira). Mas a parte material √© s√≥ um peda√ßo muito pequeno da vida. Eu tenho muito a conquistar al√©m disso: quero, at√© meu √ļltimo suspiro, chegar o mais pr√≥ximo poss√≠vel da minha melhor vers√£o.

Partindo dessa premissa, quero ser o “melhor eu”, para ser o melhor pai, melhor marido, melhor amigo e deixar algo relevante para esse mundo complicado. Nessa caminhada, quero ajudar a transformar vidas atrav√©s da Psican√°lise aliada √† Educa√ß√£o Financeira.

Como pode ver amigo, ainda tenho muito a fazer. Vai vir mais dinheiro com tudo isso? √Č prov√°vel que sim. Mas n√£o √© mais o que me motiva. Sim, um dia o dinheiro j√° me motivou (muito) e tamb√©m tive meus dias de consumista. Talvez por ter experimentado tudo isso, eu tenha alguma propriedade para escrever esse texto para voc√™ hoje.

Conclus√£o

Por fim, o ponto central √©: n√£o h√° certo e nem errado. Voc√™ pode estar satisfeito financeiramente, mas ainda em busca de outras realiza√ß√Ķes. Voc√™ pode estar satisfeito com tudo e acomodar-se; voc√™ pode simplesmente n√£o concordar com nada do que eu falei.

O que não vale é ficar atrás das fórmulas prontas, do que os outros (seja eu ou o Papa) pensam, do que a sociedade espera. Não entre nessa. O que vale é o que você sente, o que você pensa.

A internet est√° cheia de “gurus” dizendo o que voc√™ deve pensar, como de se sentir, vestir, viver! Como se houvesse uma f√≥rmula ou regra que servisse para todo mundo, quando justamente a diferen√ßa e a complexidade das pessoas √© que fazem da vida algo t√£o interessante.

Seja o que for que você quer para a sua vida, liberte-se! Somente a liberdade mental é que nos permite evoluir e, assim, conquistar as coisas que nos movem todos os dias, mesmo que essa conquista seja aproveitar o que já se tem.

Ler, ouvir, aprender √© fundamental, mas apenas como caminho para formar sua pr√≥pria opini√£o e construir sua pr√≥pria hist√≥ria (e patrim√īnio, por que n√£o?). Pronto para quebrar as amarras mentais? Um abra√ßo e at√© breve!

O Dinheirama √© o melhor portal de conte√ļdo para voc√™ que precisa aprender finan√ßas, mas nunca teve facilidade com os n√ļmeros.

© 2024 Dinheirama. Todos os direitos reservados.

O Dinheirama preza a qualidade da informa√ß√£o e atesta a apura√ß√£o de todo o conte√ļdo produzido por sua equipe, ressaltando, no entanto, que n√£o faz qualquer tipo de recomenda√ß√£o de investimento, n√£o se responsabilizando por perdas, danos (diretos, indiretos e incidentais), custos e lucros cessantes.

O portal www.dinheirama.com é de propriedade do Grupo Primo.