Silvio Santos entra para a lista de bilionários da ForbesO apresentador Silvio Santos estará presente na próxima lista de bilionários da Forbes, a ser publicada em março. Aos 82 anos, o dono do SBT tem um patrimônio estimado em US$ 1,3 bilhão, de acordo com a notícia do site da Forbes.

O feito merece destaque por aqui, já que dinheiro e riqueza são temas cotidianos por aqui e ainda porque a fortuna do apresentador fará com que ele seja a primeira celebridade brasileira a aparecer no ranking, unindo-se a grandes nomes como Oprah Winfrey, Steven Spielberg e George Lucas.

Descrito como showman, carismático, experiente e com faro para negócios, Silvio Santos é destaque pela sua popularidade na televisão brasileira. Seus programas, aos domingos, são um show de variedades que tem divertido diferentes gerações por décadas.

Recentemente, inclusive, um de seus quadros de pegadinha virou um hit nas redes sociais. “Menina Fantasma no Elevador” foi o vídeo mais visto no YouTube em novembro passado.

Grupo Silvio Santos

Em paralelo a sua brilhante carreira na televisão, Silvio Santos nunca deixou de lado seu perfil empreendedor. O grupo que leva seu nome é um conglomerado de mais de 30 empresas, que emprega mais de 8 mil pessoas e gera receitas anuais de aproximadamente US$ 2 bilhões.

O Sistema Brasileiro de Televisão, SBT, é o carro-chefe da empresa. Hoje como o terceiro canal de televisão mais assistido no Brasil, ele representa cerca de 20% das receitas anuais do Grupo Silvio Santos. Outros negócios também receberam destaque na publicação da Forbes, como é o caso da Liderança Capitalização e da Jequiti.

As vendas da Liderança Capitalização atingiram o valor de US$ 158 milhões em 2012, graças a Tele Sena, seu principal produto. Já a Jequiti Cosméticos, apontada como o negócio mais próspero do grupo, cresce dois dígitos por ano e já chamou atenção de grandes nomes do setor como Coty e L’Oréal.

A Forbes ainda relata as dificuldades que apareceram na vida do empresário nos últimos anos. Em especial, o escândalo envolvendo o Banco Panamericano que virou notícia em diversos veículos de comunicação em 2010.

Na época, foi descoberto um rombo bilionário nas contas da instituição financeira que fazia parte do grupo de negócios controlado pelo conglomerado de Silvio Santos. Com dívidas de R$ 4 bilhões, o Banco Panamericano foi vendido ao BTG Pactual.

O fiasco bancário não foi suficiente para abalar a popularidade de Silvio Santos – ele foi considerado a personalidade mais admirada pelos brasileiros. O apresentador continua alegrando a tarde dominical de muitos brasileiros e seus negócios estão prosperando de modo que ele merece esse destaque dado pela Forbes.

Por que essa notícia é importante?

Silvio Santos é um comunicador excepcional e, além disso, é um grande empresário. Suas características como pessoa e profissional são fonte de inspiração para muitas pessoas. Nossa equipe compartilha essa sua expressiva conquista porque entende que seus exemplos enquanto empreendedor devem ser seguidos e compartilhados.

O que você acha desse novo marco na vida de Silvio Santos? Deixe sua opinião nos comentários.

Fonte: R7. Crédito da foto: divulgação.

Willian Binder
Aviso: Os textos assinados e publicados no Dinheirama.com não representam necessariamente a opinião editorial do Blog. Asseguramos a qualquer pessoa, empresa ou associação que se sentir atacada o direito de utilizar o mesmo espaço para sua defesa. Também ressaltamos que toda e qualquer informação ou análise contida neste blog não se constitui em solicitação ou oferta de seu autores para compra ou venda de quaisquer títulos ou ativos financeiros, para realização de operações nos mercados de valores mobiliários, ou para a aplicação em quaisquer outros instrumentos e produtos financeiros. Através das informações, dos materiais técnicos e demais conteúdos existentes neste blog, os autores não estão prestando recomendações quanto à sua rentabilidade, liquidez, adequação ou risco. As informações, os materiais técnicos e demais conteúdos existentes neste blog têm propósito exclusivamente informativo, não consistindo em recomendações financeiras, legais, fiscais, contábeis ou de qualquer outra natureza.

Comentários