Os sistemas públicos de transporte mais caros do mundoQual é o preço justo para transportes públicos? Talvez essa seja uma das principais perguntas sendo discutidas no momento, tendo em vista as manifestações que tomaram as principais cidades do Brasil.

É claro que a resposta não é simples. Para essa análise é preciso considerar, além do preço do ticket do transporte, o poder de compra da população e também a qualidade dos serviços prestados.

O relatório “Price and Earnings” divulgado no final de 2012 pelo banco suíço UBS aponta que Oslo, na Noruega, é a cidade com a passagem de transporte público mais cara do mundo. Na capital norueguesa o valor de um bilhete no sistema pode custar até US$ 5,20.

O estudo, que não considera eventuais passes mensais e descontos para estudantes ou idosos, traz uma pontuação para o poder de compra em cada uma dessas cidades. A base foi feita a partir do valor 100, sendo que quanto maior o número, maior o poder de compra do local.

Para efeitos de comparação, os valores do bilhete foram convertidos para dólares e os preços considerados são os praticados em cada país no final de 2012, ou seja, para a cidade de São Paulo não foi considerado o atual acréscimo de R$ 0,20.

Algumas cidades cobram as viagens de acordo com as distâncias percorridas, por isso a UBS considerou uma viagem de metrô, ônibus, trem ou bonde de pelo menos dez quilômetros ou dez estações.

Veja abaixo quais são as cidades que apresentam os sistemas de transporte público mais caros do mundo:

1) Oslo, Noruega – US$ 5,12. Poder de compra: 71,2

2) Copenhague, Dinamarca – US$ 4,88. Poder de compra: 75,3

3) Zurique, Suíça – US$ 4,66. Poder de compra: 110,6

4) Estocolmo, Suécia – US$ 4,52. Poder de compra: 74

5) Londres, Inglaterra – US$ 3,7. Poder de compra: 73

6) Genebra, Suíça – US$ 3,67. Poder de compra: 98,8

7) Sydney, Austrália – US$ 3,43. Poder de compra: 104,5

8) Helsinque, Finlândia – US$ 3,28. Poder de compra: 70,8

9) Frankfurt, Alemanha – US$ 3,24. Poder de compra: 76,1

9) Munique, Alemanha – US$ 3,24 (empate com Frankfurt). Poder de compra: 77

Segundo os dados divulgados pela UBS, em São Paulo o poder de compra tem índice de renda anual 42.

Fonte: EXAME. Foto de freedigitalphotos.net.

Willian Binder
Aviso: Os textos assinados e publicados no Dinheirama.com não representam necessariamente a opinião editorial do Blog. Asseguramos a qualquer pessoa, empresa ou associação que se sentir atacada o direito de utilizar o mesmo espaço para sua defesa. Também ressaltamos que toda e qualquer informação ou análise contida neste blog não se constitui em solicitação ou oferta de seu autores para compra ou venda de quaisquer títulos ou ativos financeiros, para realização de operações nos mercados de valores mobiliários, ou para a aplicação em quaisquer outros instrumentos e produtos financeiros. Através das informações, dos materiais técnicos e demais conteúdos existentes neste blog, os autores não estão prestando recomendações quanto à sua rentabilidade, liquidez, adequação ou risco. As informações, os materiais técnicos e demais conteúdos existentes neste blog têm propósito exclusivamente informativo, não consistindo em recomendações financeiras, legais, fiscais, contábeis ou de qualquer outra natureza.

Comentários