Home Agronegócio SLC salta após reavaliação; Santander eleva preço-alvo

SLC salta após reavaliação; Santander eleva preço-alvo

A empresa superou as expectativas do mercado de retornos negativos em meio a preços mais baixos da soja, dizem os analistas

por Gustavo Kahil
3 min leitura
(Imagem: Reprodução/SLC Agricola)
Instalações da SLC Agrícola (Imagem: Reprodução/SLC Agricola)

As ações da SLC Agrícola (SLCE3) disparam 7%, após a companhia, uma das maiores produtoras agrícolas do Brasil, divulgar que suas terras foram avaliadas neste ano em R$ 11,59 bilhões de reais, ante avaliação de R$ 10,93 bilhões de reais em 2023.

O valor atual do hectare médio agricultável de propriedade corresponde à R$ 57.555. Em 2024 houve alterações no portfólio de terras, reduzindo em 9.545 hectares agricultáveis, devido ao distrato de uma área de terras em função da impossibilidade de registro do imóvel pela empresa.

O grupo também disse que a produtividade da soja cultivada ficou 17% abaixo do orçado na temporada 2023/24.

SLC: exposição positiva ao dólar

Em relação à notícia, os analistas Guilherme Palhares e Laura, reiteraram a recomendação de compra para as ações, com um preço-alvo alterado de R$ 22 para R$ 27. O valor representa um potencial de valorização de aproximadamente 50%.

“A empresa reportou um aumento de 7% no valor do seu banco de terrenos, superando as expectativas do mercado de retornos negativos em meio a preços mais baixos da soja”, explicam.

Eles citam mantém a visão positiva sobre as ações, “apesar dos preços mais baixos das commodities”.

O Santander elenca, como pilares da sua avaliação, os valores mais elevados dos terrenos, a exposição positiva à apreciação do dólar, os potenciais anúncios de novas áreas arrendadas antes da temporada 2024-2025 e a recuperação da rentabilidade na temporada 2024-2025.

O Dinheirama é o melhor portal de conteúdo para você que precisa aprender finanças, mas nunca teve facilidade com os números.

© 2024 Dinheirama. Todos os direitos reservados.

O Dinheirama preza a qualidade da informação e atesta a apuração de todo o conteúdo produzido por sua equipe, ressaltando, no entanto, que não faz qualquer tipo de recomendação de investimento, não se responsabilizando por perdas, danos (diretos, indiretos e incidentais), custos e lucros cessantes.

O portal www.dinheirama.com é de propriedade do Grupo Primo.