Home Economia e Política Sonegômetro: quanto o país perde por sonegação de impostos

Sonegômetro: quanto o país perde por sonegação de impostos

por Willian Binder
3 min leitura

Sonegômetro: quanto o país perde por sonegação de impostosO Sindicado dos Procuradores da Fazenda Nacional (Sinprofaz) lançou, na última quarta-feira (05), um placar online que mostra quanto o Brasil deixa de arrecadar diariamente em decorrência da sonegação fiscal.

A ferramenta, batizada de Sonegômetro, está disponível para acesso na internet através do site www.sonegometro.com e serve como apelo para que os brasileiros entendam quanto o país perde com golpes para burlar imposto.

Para chamar mais atenção à causa, o Sindicato circulou com um painel móvel com o placar da sonegação fiscal pelas ruas de Brasília. “O objetivo é atrair a atenção da população para uma questão tão importante, de forma inusitada”, diz o comunicado oficial.

A contagem

Desde 1º de janeiro, a contagem da sonegação está operando e, até a data de edição desta publicação, a ferramenta já ultrapassou os R$ 170 bilhões. De acordo com os cálculos da instituição, com esse valor seria possível construir mais de 120 mil quilômetros de estradas asfaltadas.

O presidente da Sinprofaz, Alan Titonelli Nunes, alega que a campanha tem como objetivo reforçar a necessidade de uma reforma tributária e o combate à sonegação.

Segundo Alan, a alta carga tributária brasileira (36% do PIB) e a percepção de que os serviços prestados pelo governo com o dinheiro arrecadado são insuficientes fazem com que os impostos sejam vistos pela população como algo nocivo.

“Isso é um equívoco”, diz. “Como o sistema tributário brasileiro incide mais sobre o consumo e não sobre a renda e o patrimônio, a sonegação acaba prejudicando muito mais quem tem uma renda menor”, reitera Alan.

Nunes ainda argumenta sobre a sonegação entre as camadas sociais. Segundo ele, quem ganha até dois salários mínimos paga 50% dos seus rendimentos em tributos, enquanto quem ganha acima de 30 salários mínimos paga cerca de 26%. “Não são os mais pobres que conseguem sonegar, mas os mais ricos”, afirma.

Para o presidente do sindicato, se a sonegação diminuísse a carga tributária poderia ser reduzida em 20%.

Impostômetro

O lançamento do Sonegômetro também pode ser visto como uma companhia ao já famoso Impostômetro (clique para ver o placar online). Essa ferramenta mostra quanto o brasileiro já pagou em tributos desde o primeiro dia do ano.

Na data de edição deste artigo, o Impostômetro marcava mais de R$ 688 bilhões. O site ainda mostra que com esse valor era possível comprar mais de 25 milhões de carros populares no país.

Fontes: InfoMoney | UOL. Foto de freedigitalphotos.net.

O Dinheirama é o melhor portal de conteúdo para você que precisa aprender finanças, mas nunca teve facilidade com os números.

© 2024 Dinheirama. Todos os direitos reservados.

O Dinheirama preza a qualidade da informação e atesta a apuração de todo o conteúdo produzido por sua equipe, ressaltando, no entanto, que não faz qualquer tipo de recomendação de investimento, não se responsabilizando por perdas, danos (diretos, indiretos e incidentais), custos e lucros cessantes.

O portal www.dinheirama.com é de propriedade do Grupo Primo.