Há boas chances de em algum momento da vida você ter repetido essa frase: “Ah! Se eu soubesse disso antes, tudo teria sido melhor”!

O que leva as pessoas a dizerem isso é o fato de descobrirem algo novo e que gera um impacto relevante na melhoria de qualquer aspecto da vida. Logo pensam que se tivessem aplicado isso há mais tempo, estariam muito melhores agora, o que de fato é verdade.

Por exemplo, uma pessoa se alimentou mal durante quatro décadas e desenvolveu uma doença. Quando descobre que tudo foi causado pelos seus maus hábitos alimentares, pensa: “se eu soubesse disso antes, teria uma boa saúde hoje”.

No entanto nem tudo está perdido. Há muitas coisas, que ainda que descobertas tardiamente, se modificadas, resultam em muitos benefícios (ou evitam muitos problemas).

Invista de forma inteligente

Este mesmo conceito do “se eu soubesse” também se aplica em nossas vidas financeiras. Quanto mais conhecimento, mais chances de você multiplicar o seu dinheiro.

Investir de forma inteligente requer que você saia de sua zona de conforto e esteja disposto a aprender coisas novas.

A maioria das pessoas investe através dos grandes bancos. Normalmente aplicam seu dinheiro na poupança, que há mais de um ano continua sendo devorada pela inflação. Em outras palavras, quem investe na poupança está perdendo dinheiro todo este tempo.

Você até vê seu dinheiro na poupança crescer, mas quando saca para utilizar, percebe que seu “poder de compra” está muito menor, pois os preços dos produtos estão mais altos (inflação maior).

Vídeo recomendadoPrincipais alternativas à poupança

A maneira de resolver isso é investir em produtos financeiros melhores, como os títulos públicos Tesouro SELIC. Mas para isso, você terá que aprender algo novo: abrir uma conta numa corretora de valores (que é muito mais fácil que abrir uma conta no banco).

Como fica minha relação com os bancos?

Agora costuma surgir algumas dúvidas. Posso usar o meu próprio banco (ou a corretora do banco) para comprar Tesouro SELIC? Pode, mas não deve.

Por quê? Porque as taxas administrativas cobradas por eles para te vender o mesmo produto de uma corretora independente são mais caras, e um investidor inteligente não joga dinheiro fora.

Mais perguntas: o que eu faço com minha conta bancária e dinheiro que tenho na poupança? Qual a utilidade do banco?

  • Hoje não há interligação de nossas contas nas corretoras de valores com os caixas eletrônicos. Então precisaremos ter uma conta bancária para realizar depósitos, pagamentos e saques, e também para enviar e receber o dinheiro da conta da corretora.
  • Agora que você vai investir pela corretora, torne sua conta bancária o mais barato possível. As contas eletrônicas não cobram tarifa alguma, mas precisam ser operadas 100% por meios eletrônicos. Se você ainda não sabe fazer isso, hora de aprender. O conhecimento liberta!
  • Ainda vai demorar bastante (infelizmente) para a maioria das pessoas adquirirem educação financeira. Enquanto isso, os bancos vão continuar lucrando muito com seus spreads (diferença entre os juros que pagam para você e os juros que cobram dos empréstimos). Então você poderá comprar (através da corretora) ações dos bancos e lucrar junto com eles. Mas tenha calma com isso, pois o mercado de ações requer ainda mais conhecimento. Um passo de cada vez.

Ebook gratuito recomendadoInvista sem medo em títulos públicos

Não deixe para depois o que você pode fazer agora

Procrastinar. Não tem nada pior que isso para causar a síndrome do “ah se eu soubesse”. Se você já entendeu que é melhor usar uma corretora do que um banco para gerenciar seus investimentos, então clique aqui e abra sua conta agora mesmo.

Ainda que você tenha dúvidas, ou esteja inseguro para fazer isso, abrir a conta numa corretora não custa dinheiro algum.

Ao contrário dos bancos, que querem cobrar taxas para qualquer coisa que você faça, as corretoras possuem uma relação mais interessante com seus clientes. É uma questão de sobrevivência.

O lucro da corretora depende das suas movimentações na conta, e também de suas aplicações. Então eles têm interesse em que você prospere na multiplicação do seu dinheiro, e para isso, oferecem vários conteúdos interessantes para você adquirir cada vez mais conhecimento.

Conhecimento liberta, lembra? Então gosto muito mais dessa relação com as corretoras do que com os bancos.

Gosta de ver para crer? Então veja isso

Se você gosta de ver primeiro para então sentir firmeza ao executar, temos algo interessante para te mostrar. O amigo Renato de Vuono está gravando uma série de vídeos com o Ian Alves, da Rico.com.vc.

Já temos quatro episódios prontos, onde você poderá ver na tela o passo a passo para abrir sua conta e também como funciona sua área de cliente no site.

Assista outros episódios da série: Seus investimentos passo a passo

Agora é com você.  A minha parte eu já fiz há alguns anos, e venho colhendo bons frutos! Desejo sucesso nos seus investimentos também! Um grande abraço e até a próxima!

Giovanni Coutinho
Aviso: Os textos assinados e publicados no Dinheirama.com não representam necessariamente a opinião editorial do Blog. Asseguramos a qualquer pessoa, empresa ou associação que se sentir atacada o direito de utilizar o mesmo espaço para sua defesa. Também ressaltamos que toda e qualquer informação ou análise contida neste blog não se constitui em solicitação ou oferta de seu autores para compra ou venda de quaisquer títulos ou ativos financeiros, para realização de operações nos mercados de valores mobiliários, ou para a aplicação em quaisquer outros instrumentos e produtos financeiros. Através das informações, dos materiais técnicos e demais conteúdos existentes neste blog, os autores não estão prestando recomendações quanto à sua rentabilidade, liquidez, adequação ou risco. As informações, os materiais técnicos e demais conteúdos existentes neste blog têm propósito exclusivamente informativo, não consistindo em recomendações financeiras, legais, fiscais, contábeis ou de qualquer outra natureza.

Comentários