Home Economia e Política STF torna réus irmãos Brazão e delegado por morte de Marielle

STF torna réus irmãos Brazão e delegado por morte de Marielle

Vão responder a processo criminal, além dos irmãos Brazão e de Barbosa, que é ex-chefe da Polícia Civil do Rio, outros dois suspeitos de envolvimento

por Reuters
0 comentário

Os ministros da Primeira Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) decidiram, nesta terça-feira, tornar réus o deputado federal Chiquinho Brazão, o irmão dele, Domingos Brazão, e o delegado Rivaldo Barbosa pela acusação de serem os mandantes dos assassinatos da vereadora do Rio de Janeiro Marielle Franco e de seu motorista Anderson Gomes, em 2018.

Os ministros do colegiado seguiram o voto do relator do caso, o ministro Alexandre de Moraes, que considerou que a denúncia feita pela Procuradoria-Geral da República (PGR) preenchia os requisitos para ser recebida.

Acompanharam-no os ministros Flávio Dino, Cristiano Zanin, Luiz Fux e Cármen Lúcia.

Vão responder a processo criminal, além dos irmãos Brazão e de Barbosa, que é ex-chefe da Polícia Civil do Rio, outros dois suspeitos de envolvimento. Agora haverá a instrução do processo e ao final o julgamento que poderá condená-los ou inocentá-los.

A investigação do assassinato de Marielle vinha se arrastando há anos, mas teve um reviravolta em março passado, após a Polícia Federal determinar a prisão dos irmãos Brazão e de Barbosa.

Essas ações tiveram como principal base a delação de Ronnie Lessa, réu confesso dos homicídios que firmou delação premiada.

O Dinheirama é o melhor portal de conteúdo para você que precisa aprender finanças, mas nunca teve facilidade com os números.

© 2024 Dinheirama. Todos os direitos reservados.

O Dinheirama preza a qualidade da informação e atesta a apuração de todo o conteúdo produzido por sua equipe, ressaltando, no entanto, que não faz qualquer tipo de recomendação de investimento, não se responsabilizando por perdas, danos (diretos, indiretos e incidentais), custos e lucros cessantes.

O portal www.dinheirama.com é de propriedade do Grupo Primo.