Home Empresas Stone muda contabilidade para receitas com adesão de clientes

Stone muda contabilidade para receitas com adesão de clientes

O reconhecimento dessa receita será diferido ao longo do esperado período em que o comerciante permanecerá sendo cliente da empresa

por Reuters
0 comentário

A StoneCo (STNE; STOC31) anunciou nesta terça-feira mudança em sua política contábil para reconhecimento de receitas geradas com a venda de serviços a novos clientes, mas citou que a decisão não vai gerar alterações nas previsões de resultado da empresa para o ano.

A companhia de meios de pagamento afirmou que a alteração que será feita para o balanço da empresa do primeiro trimestre e que envolve a receita gerada por comissão quando um comerciante paga uma taxa não reembolsável na assinatura do acordo de alguns tipos de serviço.

Redução das receitas

Sob a nova política, o reconhecimento dessa receita será diferido ao longo do esperado período em que o comerciante permanecerá sendo cliente da empresa.

A StoneCo afirmou que em 2023 esta receita somou 316 milhões de reais.

Segundo a empresa, a mudança na política vai reduzir a receita de transação em cerca de 60 milhões a 70 milhões de reais no primeiro trimestre e entre 160 milhões e 200 milhões de reais ao longo de todo 2024.

A empresa também anunciou que divulgará seus resultados financeiros do primeiro trimestre de 2024 na segunda-feira, 13 de maio de 2024, após o fechamento do mercado e realizará uma teleconferência naquela tarde às 17h.

Sobre Nós

O Dinheirama é o melhor portal de conteúdo para você que precisa aprender finanças, mas nunca teve facilidade com os números.  Saiba Mais

Assine a newsletter “O Melhor do Dinheirama”

Redes Sociais

© 2024 Dinheirama. Todos os direitos reservados.

O Dinheirama preza a qualidade da informação e atesta a apuração de todo o conteúdo produzido por sua equipe, ressaltando, no entanto, que não faz qualquer tipo de recomendação de investimento, não se responsabilizando por perdas, danos (diretos, indiretos e incidentais), custos e lucros cessantes.

O portal www.dinheirama.com é de propriedade do Grupo Primo.