Stop no mercado de ações: usar ou não usar?Como a intenção deste artigo não é filosofar sobre a clássica frase de William Shakespeare[bb] e muito menos tirar seu tempo, vou direto ao ponto: se você está em dúvida entre usar ou não o stop para se proteger das perdas, não tenha mais dúvidas. Use! E use sempre!

Costumo brincar dizendo que se eu pudesse mudar algo no mercado, tornaria o stop obrigatório em toda e qualquer operação. Tenho certeza de que se todos o usassem teríamos investidores amargando menos prejuízos, sendo mais seguros de si mesmos e, consequentemente, com mais dinheiro no bolso e mais felizes.

Alguns pensam que o stop é usado por quem não confia em seus trades ou, quiçá, por amadores que querem evitar grandes perdas. Mas a verdade é justamente o oposto disso. Não importa se você investe há 30 anos, se você sabe tudo sobre a bolsa ou se o seu índice de acertos é elevado, pois o mercado gosta de pregar peças.

Você conhece alguém que nunca tenha tomado um prejuízo? Eu não. Sabe aquele ditado “se não pode lutar contra o inimigo, alie-se a ele”? Pois bem, quem usa o stop faz isso. Incluí-lo nas suas operações é a melhor forma de se aliar ao implacável mercado[bb].

Quem não usa o stop se entrega ao descontrole emocional e sempre fica na esperança de achar que o papel vai reverter e voltar a subir. Mas até ver isso acontecer (quando acontece), o prejuízo já é aterrorizante o suficiente. O que falta para uma maior uma conscientização a respeito do stop é um processo de educação financeira.

Normalmente, o investidor[bb] abre sua conta na corretora apenas com seu CPF, RG, comprovante de residência e uma enorme vontade de ficar rico. Esquece-se – ou não é orientado corretamente – de que o estudo e a preparação são peças fundamentais para o sucesso.

Daí a grande restrição de muitos quanto à utilidade e eficiência do stop. Com o tempo, o investidor acaba aprendendo que usar o stop é, mais do que uma decisão inteligente, uma questão de sobrevivência – tanto contra as perdas como contra o descontrole emocional. Por que não acabar com este ciclo vicioso e começar a investir da forma correta? Ouça o podcast que o YouTrade produziu sobre a importância de usar o stop e bons negócios.

Crédito da foto para stock.xchng.

Avatar
Aviso: Os textos assinados e publicados no Dinheirama.com não representam necessariamente a opinião editorial do Blog. Asseguramos a qualquer pessoa, empresa ou associação que se sentir atacada o direito de utilizar o mesmo espaço para sua defesa. Também ressaltamos que toda e qualquer informação ou análise contida neste blog não se constitui em solicitação ou oferta de seu autores para compra ou venda de quaisquer títulos ou ativos financeiros, para realização de operações nos mercados de valores mobiliários, ou para a aplicação em quaisquer outros instrumentos e produtos financeiros. Através das informações, dos materiais técnicos e demais conteúdos existentes neste blog, os autores não estão prestando recomendações quanto à sua rentabilidade, liquidez, adequação ou risco. As informações, os materiais técnicos e demais conteúdos existentes neste blog têm propósito exclusivamente informativo, não consistindo em recomendações financeiras, legais, fiscais, contábeis ou de qualquer outra natureza.

Comentários