Orçamento - Gasto desnecessárioQuando você precisa economizar, toda e qualquer despesa fora do orçamento pode ser perigosa e arruinar seus planos. E quando não há razão específica para economizar, estes gastos tomam ainda mais força. E na hora de contabilizá-los, as pessoas comumente criam, e usam, a categoria ‘Outros’ no controle mensal. Outros, como assim? Não raro, esta categoria passa a engordar e seu tamanho começa a equiparar-se com as despesas de alimentação, moradia, transporte etc. Isso está certo?

Você precisa saber qualificar seus gastos, individualmente e em grupo. A falta do hábito leva à preguiça em questionar-se sobre uma compra desnecessária ou um dinheiro mal gasto. Jogá-los no ‘Outros’ é dizer a si mesmo algo do tipo “ah, vai ser só desta vez. Mês que vem eu guardo e acerto esta diferença”. Depois de um dia você já esqueceu a “promessa”, e o mês que vem vira ano que vem. Você pode estar sofrendo deste mal e pior, sem se dar conta. Se não tem um papel, planilha ou software onde registra estes dados, a chance de estar cometendo este erro é ainda maior.

A boa inteligência financeira requer muito mais que boa vontade, boa memória e dinheiro de sobra. Passe a diagnosticar minuciosamente o destino de seu dinheiro. Lendo sobre dicas importantes sobre a comunicação na internet (excelentes dicas Rodrigo!), pensei em usar um formato semelhante com dicas sobre gastos:

  • Procure anotar e manter uma agenda financeira atualizada. Anote tudo. Aprender a categorizar suas despesas é o passo mais importante na elaboração de seu planejamento financeiro;
  • Mantenha seu orçamento sempre à mão. Assim você pode consultá-lo e tomar decisões de forma mais inteligente e dentro de suas capacidades financeiras;
  • Lembre-se que o ato de investir ou poupar deve ser considerado uma despesa. Comprometer o que você deveria poupar é ir além do que você precisa;
  • Acostume-se a falar não. Não para o que é supérfluo, não para o que vai te colocar no cheque especial. Sim para a saúde financeira;
  • Não empreste ou pegue dinheiro emprestado de amigos. Isso vai desajustar seu orçamento e vai criar mais problemas que soluções, acredite!
  • Empregue mais energia na tentativa de poupar mais e menos energia na tentativa de pagar mais tarde

São dicas tão simples que as vezes pensamos usá-las de forma automática. Cuidado, a armadilha está justamente nesta conclusão. Abraço e até a próxima.

Conrado Navarro
Aviso: Os textos assinados e publicados no Dinheirama.com não representam necessariamente a opinião editorial do Blog. Asseguramos a qualquer pessoa, empresa ou associação que se sentir atacada o direito de utilizar o mesmo espaço para sua defesa. Também ressaltamos que toda e qualquer informação ou análise contida neste blog não se constitui em solicitação ou oferta de seu autores para compra ou venda de quaisquer títulos ou ativos financeiros, para realização de operações nos mercados de valores mobiliários, ou para a aplicação em quaisquer outros instrumentos e produtos financeiros. Através das informações, dos materiais técnicos e demais conteúdos existentes neste blog, os autores não estão prestando recomendações quanto à sua rentabilidade, liquidez, adequação ou risco. As informações, os materiais técnicos e demais conteúdos existentes neste blog têm propósito exclusivamente informativo, não consistindo em recomendações financeiras, legais, fiscais, contábeis ou de qualquer outra natureza.

Comentários