Sua viagem para o futuro já começouInicio este artigo citando uma frase que aprecio muito: “Alguém já disse que precisamos prestar atenção no futuro, porque é nele que iremos passar o resto das nossas vidas”. O autor é Joel Barker, do filme A Visão do Futuro, do ano de 1990 em sua primeira versão.

Fazendo um paralelo com os nossos dias, não há como não fazer um link da frase de Barker ao fato de que, nos últimos anos, ganhamos mais 30 anos de vida – hoje é muito comum pessoas com 70, 80 ou até 90 anos em atividade. Trata-se de uma das grandes conquistas da sociedade moderna. Trata-se de uma ótima notícia.

Mas, será que todos têm noção de que é importante que façamos, no presente, o que for necessário para desfrutarmos este período com saúde e dignidade?

É inegável que o que fazemos hoje vai determinar o que estaremos fazendo daqui a dez anos. Para comprovar esta tese basta, independentemente dos resultados alcançados, dar uma espiada em nosso passado, na mesma medida de tempo, dez anos atrás.

Olhe para trás e procure identificar como as suas escolhas estão se refletindo em seu presente e de todos que dependem de você ou estão ao seu lado durante esta jornada.

Pensando no futuro como um lugar geograficamente localizado, para onde viajaremos, de acordo com a metáfora proposta por Joel Barker, temos em nossa bagagem tudo o quanto é necessário para que esta viagem seja inesquecível com resultados de autoapreciação genuína?

Outro dado para que reflitamos sobre esta questão real e comum a todos pode, também, ser baseada nos dados oficiais do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, o IBGE: “O envelhecimento populacional irá resultar, em média, em cerca de 1 milhão a mais de idosos por ano nas próximas quatro décadas”.

Além disso, “o número de idosos irá passar do atual patamar de 20,6 milhões para cerca de 64 milhões em 2050” , segundo matéria publicada no UOL em 2012.

Ou seja, em nossa viagem estaremos bem acompanhados, quantitativamente falando. Mas, a qualidade de nossas vidas pode não ter a mesma medida. Tomando emprestada a recomendação dos guias turísticos, o que precisamos colocar em nossas malas para esta viagem, rumo ao futuro?

Saúde, com certeza, não pode faltar. Mas é só a saúde física? Que tal agregarmos a saúde emocional, a psicológica e a espiritual?

Para um bom resultado do físico precisaremos escolher uma boa alimentação. Para ajudar o emocional, nada como a cultura, regada com boa música, bons livros, filmes e peças teatrais.

Além disso, podemos ter o aprendizado por meio de outras excursões, como a dança, novos lugares, outras culturas e até mesmo novas escolhas profissionais, que nos levarão a outras abordagens pessoais e sociais. Tudo isto para alimentarmos todo o nosso espírito, a nossa vida.

Para esta viagem uma barraca é suficiente? Com certeza vamos querer um lugar para morar em que, sendo pequeno ou grande, possamos deitar nossa cabeça no travesseiro e dormir em paz. Então, que seja uma casa onde possamos estar resguardados das intempéries naturais da vida, nos proporcionando segurança e conforto.

Ter boa saúde, boa alimentação e um bom lugar para morar, mas não ter alguém ao nosso lado para compartilhar tudo isto não faz sentido. Portanto, cultivar uma relação afetiva que seja significativa para nós pode ser uma escolha fundamental.

Além disso, nossa dignidade será preservada e nossa autoestima nos agradecerá se conseguirmos viver sem depender exclusivamente de “favores” públicos, privados ou da boa vontade e solidariedade de amigos ou parentes.

Por tudo isto, quanto mais cedo tomarmos a nossa vida em nossas próprias mãos e planejarmos este futuro, muito melhor ele será para nós mesmos. E não querendo azedar a conversa, já que somos muitos a habitar este futuro, devemos nos lembrar que o “bolo” da Previdência Social, para a tão sonhada aposentadoria, pode ser ainda menor do que a do tamanho atual, que já deixa a desejar em muitos aspectos.

Então, não esperemos estar seguros nos baseando em planos externos. Façamos, nós mesmos, os nossos planos e coloquemos em prática as necessárias ações. O mesmo Joel Barker, em seu filme, diz que “uma visão clara e positiva dos nossos futuros, talvez, seja o mais poderoso motivador que possuímos para as mudanças que precisamos fazer, em nosso presente, a nosso favor”.

Portanto, mãos à obra. Faça a sua lista de viagem e comece a trabalhar para providenciar cada item que você julgar importante ter em sua mala, pois você merece um futuro digno e acolhedor. O bilhete para esta viagem está à sua inteira disposição. Seu nome é planejamento.

Foto de freedigitalphotos.net.

Avatar
Aviso: Os textos assinados e publicados no Dinheirama.com não representam necessariamente a opinião editorial do Blog. Asseguramos a qualquer pessoa, empresa ou associação que se sentir atacada o direito de utilizar o mesmo espaço para sua defesa. Também ressaltamos que toda e qualquer informação ou análise contida neste blog não se constitui em solicitação ou oferta de seu autores para compra ou venda de quaisquer títulos ou ativos financeiros, para realização de operações nos mercados de valores mobiliários, ou para a aplicação em quaisquer outros instrumentos e produtos financeiros. Através das informações, dos materiais técnicos e demais conteúdos existentes neste blog, os autores não estão prestando recomendações quanto à sua rentabilidade, liquidez, adequação ou risco. As informações, os materiais técnicos e demais conteúdos existentes neste blog têm propósito exclusivamente informativo, não consistindo em recomendações financeiras, legais, fiscais, contábeis ou de qualquer outra natureza.

Comentários