Home Mercados Taxas dos DIs caem após decisão unânime do Copom

Taxas dos DIs caem após decisão unânime do Copom

A baixa dos juros futuros é mais intensa na chamada "barriga da curva", entre os contratos até janeiro de 2026

por Reuters
3 min leitura

As taxas dos DIs (Depósitos Interfinanceiros) registram quedas firmes na manhã desta quinta-feira, de 20 pontos-base em alguns vencimentos, com investidores eliminando prêmios da curva após o Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central decidir por unanimidade manter a Selic em 10,50% ao ano, como demandava o mercado.

A baixa dos juros futuros é mais intensa na chamada “barriga da curva”, entre os contratos até janeiro de 2026.

Às 11h13, a taxa do DI 2026 estava em 11,15%, em queda de 20 pontos-base ante o ajuste da véspera (11,349%).

Profissionais ouvidos na noite de quarta-feira pela Reuters já haviam projetado uma queda firme das taxas futuras nesta manhã, após os nove integrantes do Copom votarem pela interrupção do ciclo de cortes da Selic.

A decisão unânime trouxe alívio depois de, no encontro de maio, o colegiado ter apresentado votos divididos sobre a taxa básica.

O recuo das taxas entre os contratos de prazos mais longos também é consistente nesta quinta-feira, apesar de menor. A taxa do DI para janeiro de 2031 estava em 12,06%, em queda de 11 pontos-base ante o ajuste anterior (12,166%).

A baixa das taxas ocorre na contramão do exterior, onde os rendimentos dos Treasuries tinham ganhos firmes na volta do feriado de Juneteenth.

O Dinheirama é o melhor portal de conteúdo para você que precisa aprender finanças, mas nunca teve facilidade com os números.

© 2024 Dinheirama. Todos os direitos reservados.

O Dinheirama preza a qualidade da informação e atesta a apuração de todo o conteúdo produzido por sua equipe, ressaltando, no entanto, que não faz qualquer tipo de recomendação de investimento, não se responsabilizando por perdas, danos (diretos, indiretos e incidentais), custos e lucros cessantes.

O portal www.dinheirama.com é de propriedade do Grupo Primo.