A pesquisa “Voz do Consumidor” realizada pela Mastercard, e publicada no jornal Valor Econômico, traz alguns dados interessantes e preocupantes sobre o uso de cartões de crédito. O mercado cresceu 184% desde 2003 e 45% das pessoas nunca tiveram um cartão antes de 2006. Pois é, o dinheiro de plástico virou febre. Até ai tudo bem. O interessante é que 48% dos usuários financiam a fatura, ou seja, pagam juros altíssimos ao optarem pelo não pagamento do valor integral da fatura. Ainda assim, 71% dos entrevistados dizem estar “muito satisfeitos” com o cartão.

Eles pagam a segunda taxa de juros mais alta hoje em dia (perde apenas para o cheque especial) e ainda assim estão muito satisfeitos? Como assim? Deixe-me ver se entendi: este é o preço que se paga por querer viver um padrão de vida fora do permitido pelo seu fluxo de caixa mensal. Hein? Fluxo de caixa? Que tal se aprendessem um pouquinho de economia doméstica e planejamento financeiro familiar? Enquanto isso, as operadoras e bancos agradecem.

Conrado Navarro
Aviso: Os textos assinados e publicados no Dinheirama.com não representam necessariamente a opinião editorial do Blog. Asseguramos a qualquer pessoa, empresa ou associação que se sentir atacada o direito de utilizar o mesmo espaço para sua defesa. Também ressaltamos que toda e qualquer informação ou análise contida neste blog não se constitui em solicitação ou oferta de seu autores para compra ou venda de quaisquer títulos ou ativos financeiros, para realização de operações nos mercados de valores mobiliários, ou para a aplicação em quaisquer outros instrumentos e produtos financeiros. Através das informações, dos materiais técnicos e demais conteúdos existentes neste blog, os autores não estão prestando recomendações quanto à sua rentabilidade, liquidez, adequação ou risco. As informações, os materiais técnicos e demais conteúdos existentes neste blog têm propósito exclusivamente informativo, não consistindo em recomendações financeiras, legais, fiscais, contábeis ou de qualquer outra natureza.

Comentários